Trocava um colaborador por um robô? Nestes países já é assim

O aparecimento de máquinas dotadas com Inteligência Artificial, que apoiam ou substituem os trabalhadores, não é ficção científica e tampouco novidade. Porém, dizem os especialistas, está a ocorrer a um ritmo bastante acelerado. Saiba quais os países que já estão a substituir os seus profissionais por robôs.

 

De acordo com a Federação internacional de Robótica, a reviravolta está acontecer em grande parte do países desenvolvidos. Os números comprovam isso mesmo. Em 2016, existiam 74 robôs por 10 mil funcionários. Um ano depois, eram 85.

Segundo os últimos dados disponíveis, relativos a 2017, a Europa concentrava, nesse ano, 106 robôs por 10 mil trabalhadores. Na América e na Ásia, há 91 e 75, respectivamente.

A China, por sua vez, é um dos países que regista o maior nível de crescimento na automação, mas nenhum outro lugar do mundo supera a Coreia do Sul. Em 2017, tinha 710 robôs instalados por 10 mil funcionários, sobretudo nos sectores electrónico e eléctrico.

Já a Alemanha e o Japão, os «todos-poderosos» da indústria automóvel, têm pouco mais de 300 máquinas por 10 mil trabalhadores. Nos Estados Unidos, a supremacia da máquina sobre o homem tem sido mais lenta: para um universo de 10 mil trabalhadores, há 200 robôs.

Veja abaixo os 14 países onde os rápidos avanços tecnológicos estão a eliminar postos de trabalho:

Ler Mais
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Rock in Rio Kids: 3 mil metros quadrados só para famílias
Automonitor
Presidente promulga diploma sobre alteração de matrículas automóveis