Volkswagen Financial Services instala-se em Matosinhos e vai recrutar 130 pessoas

A empresa Volkswagen Financial Services (VWFS) instalou-se no Lionesa Business Hub (LBH) e conta recrutar 130 pessoas de várias áreas até ao final deste ano, anunciou o centro empresarial de Matosinhos, no distrito do Porto.

 

Em comunicado, o LBH anuncia que «o foco da VWFS é atrair um grupo diversificado de profissionais, procurando recrutar 130 pessoas em várias áreas até ao final de 2022».

A VWFS procura, entre outras profissões, analistas de negócios, gestores de projecto, especialistas em automação de testes, em aplicativos funcionais ou em compras, bem como engenheiros de desenvolvimento.

O projecto que agora se instala no LBH chama-se Porto Application Center (PAC) by VWFS e ocupa cerca de 1100 metros quadrados do centro empresarial de Leça do Balio, concelho de Matosinhos.

«A nossa empresa está a passar por uma profunda transformação à medida que mudamos para um mundo totalmente digital e o PAC by VWFS é um dos nossos investimentos para o futuro. O PAC by VWFS assume a responsabilidade por uma parte essencial da nossa tecnologia. Sentimos que a zona do Porto apresentou uma excelente oportunidade para nos instalarmos num local com uma forte força de trabalho digital», descrevem Francis Dupuis e Rene Theuns, do PAC by VWFS, citados no comunicado.

Os responsáveis consideram que «esta é uma oportunidade para obter uma experiência de alto valor», uma vez que «o PAC by VWFS trabalha com várias organizações a nível internacional, o que do ponto de vista de carreira, é gratificante para os colaboradores pela notoriedade que podem alcançar».

«Além disso, somos uma equipa de alta energia e vanguardista, que emprega formas modernas de trabalho e oferece uma perspectiva de progressão na carreira. Queremos que as pessoas aprendam connosco e contribuam para uma empresa com impacto global», acrescentam Francis Dupuis e Rene Theuns.

No comunicado, os responsáveis do Lionesa Business Hub referem ter «um plano de expansão iniciado em 2018 que se prolonga até 2025 e, felizmente, está a cumprir, senão mesmo a exceder as expectativas».

A directora geral do LBH, Eduarda Pinto, atribui o sucesso a aspetos como «a multiplicidade de serviços ao dispor das empresas e dos seus colaboradores, a envolvência paisagística e natural, a presença da arte em cada esquina e a ligação a grandes vias de comunicação».

O centro empresarial situado em Leça do Balio fechou o ano de 2021 com «balanço positivo», uma taxa de ocupação de 100% e dois novos edifícios, num total de 56.000 metros quadrados.

Os responsáveis descrevem que, graças à entrada de cinco novas empresas, foi possível criar mais 800 novos postos de trabalho, que se juntaram aos 7000 colaboradores de mais de 40 nacionalidades de cerca de 120 empresas anteriormente instaladas.

O objetivo do LBH é expandir-se até aos 110.000 metros quadrados.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*