Navegando pela Categoria

Slider

Somos todos anormais

Uma vida normal. Normal que não existe, que é na verdade anormal, sem norma. Porque o previsto e o imprevisto estão de mãos dadas na forma como percorrem o tempo, como o fazem passar rápido demais ou como nos afunda numa espera que parece indeterminável.

Como promover a felicidade nas organizações?

O conceito de felicidade no trabalho afirma-se, cada vez mais, como estratégia de atracção e retenção de talento, e as organizações compreendem hoje o papel fundamental que têm na promoção dessa felicidade, como forma de potenciar a performance e eficácia dos colaboradores.

Formação: As tendências a que deve estar atento

No contexto actual, de cada vez mais rápida mudança, requalificar os colaboradores é essencial. Estas são as principais tendências de Formação que devem estar na lista de prioridades de todos os profissionais de Recursos Humanos.

A transformação digital do dia-a-dia

O impacto económico e social das novas tecnologias é sempre ambivalente. Por um lado, as novas tecnologias são um motor essencial do crescimento económico e do progresso social; por outro lado, também podem romper as estruturas socioeconómicas existentes e os mecanismos culturais e institucionais…

Lifelong learner: preparado para se tornar um?

Esqueça o que pensa que sabe sobre educação. Apague o paradigma tradicional de ensino linear, fragmentado e repetitivo, que marcou o século passado. Para estarmos preparados para os desafios do século XXI, é preciso interiorizar que, daqui para a frente, temos que aprender, desaprender e aprender…

As pessoas como multiplicador da riqueza

Na Bee Engineering acredita-se que as pessoas são o maior valor, pois «são elas que mantém a cultura viva e conduzem aos resultados alcançados pela empresa. Cada elemento que se une à equipa, multiplica a riqueza da colmeia.»

Gerir talento num contexto multigeracional

«Há que evitar a tendência de assumirmos opiniões binárias. Não se trata da importância do colaborador sénior ou do colaborador mais novo, mas sim da importância dos colaboradores.»

O novo dilema do gestor

Mais uma semana que se inicia com a mesma fúria de todas as pretéritas! Organizar, analisar, planear, decidir, motivar, promover, reunir são parte integrante dos blocos desafiantes dos gestores do tempo moderno, vulgo “o novo normal”.

Melhoria contínua: A bola do lado de cá

Porquê e para quê desenvolver um programa de Melhoria Contínua? Peter Drucker explica isto de uma forma simples: Porque “não há nada mais inútil do que fazer eficientemente aquilo que já não deveria ser feito”.

Human centricity: um conceito que tem estado votado ao abandono

«A grande diferença entre pessoas e números, resultados e KPI’s é que as pessoas não são tão previsíveis, o que torna todo o processo de gestão centrado nelas, tão mais sensível. Por isso tantas empresas optam pela versão mais “fácil” e “óbvia”, que consiste em orientar as suas principais…