Caderno Especial: Outsourcing

Por que devem as empresas recorrer ao outsourcing nas funções de Recursos Humanos? Conheça sete razões.

 

Para responder a esta pergunta, não precisamos de olhar para mais longe do que para as razões por que uma empresa recorre a serviços externos especializados para outras tarefas. Os profissionais de gestão de pessoas devem ter um conhecimento profundo dos infinitos processos e regulamentos, muitos com consequências profundas se feitas sem rigor.

Tomemos como exemplo com um profissional do retalho, que trabalhe na área digital. Talvez o director desta empresa empregue alguém para gerir o website e outra infraestrutura de Tecnologias da Informação. Mas se este empresário quiser criar uma aplicação de compras para os clientes, é mais provável que recorra ao Outsourcing do que pedir à equipa interna para aprender a fazê-lo. Afinal, envolve capacidades especializadas, com implicações relativamente grandes.

O mesmo pode ser dito nos processos de Recursos Humanos, mesmo que tenha um representante contratado.

Leia o artigo na íntegra na edição de Abril da Human Resources Portugal e conheça os seguintes casos práticos.

 

Egor: Uma área em crescimento
O Outsourcing constitui, pela especialização técnica, volumetria e número de trabalhadores envolvidos, uma das áreas de negócio com maior destaque e exigência operacional no seio do Grupo Egor.

Randstad Portugal: Parcerias para a vida
Combinar a paixão pelas pessoas com o poder da tecnologia, criando uma experiência mais humana é o objectivo da Randstad com a sua nova promessa: Human Forward

Talenter: Ferramenta Estratégica
O Outsourcing tem evoluído como boa prática na melhoria do desempenho das empresas, ajudando as organizações a atingirem um nível de excelência na sua performance.

Veja também estes cadernos.

 

Ler Mais
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Trotinetes hive chegam à app Free Now
Automonitor
Os últimos 100 anos de publicidade Citroën por Jacques Séguéla