Galp: Hoje é um bom dia para mudar

Diversidade, inclusão, inovação e criação de valor. São cada vez mais evidentes as suas ligações e a relevância de cultivar uma cultura que valoriza perspectivas e contribuições únicas, originárias em contextos distintos e que, dia após dia, confirmam que o todo será sempre bem mais do que a soma das partes.

O compromisso foi assumido, é tempo de fazer acontecer. A Galp está a executar o seu plano com a ambição de alcançar uma efectiva igualdade de tratamento e de oportunidades entre mulheres e homens, promovendo a eliminação da discriminação em função do sexo e fomentando a conciliação entre a vida pessoal, familiar e profissional.

O compromisso foi assumido em 2019, tendo a empresa lançado mãos à obra num trabalho que já existia, mas que ganhou novo fôlego com um grupo de projecto dedicado. A criação decompromisso foi assumido, é tempo de fazer acontecer. A Galp está a executar o seu plano com a ambição de alcançar uma efectiva igualdade de tratamento e de oportunidades entre mulheres e homens, promovendo a eliminação da discriminação em função do sexo e fomentando a conciliação entre a vida pessoal, familiar e profissional.

O compromisso foi assumido em 2019, tendo a empresa lançado mãos à obra num trabalho que já existia, mas que ganhou novo fôlego com um grupo de projecto dedicado. A criação de condições que promovam a igualdade, a inclusão e o bem-estar de todos que trabalham na Galp é uma das principais preocupações e um eixo fundamental de desenvolvimento das suas políticas de Gestão de Pessoas. Com o suporte do grupo de trabalho, a direcção de Pessoas da Galp tem acompanhado a implementação do plano, verificando se as medidas definidas estão a ser postas em prática e se os objectivos estão a ser alcançados, apresentando periodicamente à administração um balanço das actividades.

Existe uma preocupação em entender a situação e a sua evolução, pelo que a Galp introduziu a desagregação de todos os dados por sexo nos instrumentos de gestão da empresa, a implementação de um procedimento de verificação do respeito pelo princípio da igualdade entre mulheres e homens, bem como a realização de acções de formação para os responsáveis pelas entrevistas de recrutamento sobre os procedimentos de selecção sem enviesamento de género.

A Galp deu orientações às entidades externas especializadas em selecção e recrutamento para garantirem uma representação de 50% de cada um dos sexos nas candidaturas à empresa e integrar nas acções de formação em liderança temas como a linguagem inclusiva, a protecção na parentalidade, a conciliação da vida profissional, pessoal e familiar e o assédio moral e sexual no trabalho.

Nas medidas consta também a criação de um procedimento de identificação das pessoas do sexo sub-representado em lugares de topo, direcção e chefia, para que possam, futuramente, ter oportunidade de serem promovidas ou recrutadas para esses lugares, a organização de sessões de apoio para alcançar uma participação equilibrada de mulheres e homens nos lugares de decisão e analisar o modelo de avaliação, de modo a garantir que exclui qualquer discriminação baseada no sexo.

Por último, a energética está a criar o “Kit de Parentalidade”, com informação sobre seguros, registos, direitos e deveres, facilitar o trabalho a partir de casa e um horário flexível, quando necessário à conciliação da vida profissional/pessoal e introduzir a possibilidade de substituição temporária de colaboradores em gozo de licenças de parentalidade, através de procedimentos pensados para tal.

A Galp continuará a promover workshops, sessões de sensibilização e conferências, e irá introduzir módulos específicos sobre a importância da igualdade de género em diversos programas de aprendizagem e formação. Adicionalmente, está a desenvolver programas de mentoring e de coaching para que as mulheres consigam gerir de forma mais efectiva o seu desenvolvimento pessoal e profissional.

São disso exemplo a participação em webinars e meet ups da Nova SBE e do Rock in Rio, focados na liderança no feminino e no projecto Promova, uma iniciativa da CIP – Confederação Empresarial de Portugal que visa promover a igualdade de género no acesso a altos cargos de direcção em organizações privadas. A Galp tem ainda o seu próprio programa de mentoring, onde participam mulheres com funções de management, tendo como principais objectivos o desenvolvimento de competências de gestão, liderança e acelerar a construção de uma rede de contactos e o desenvolvimento das suas carreiras.

Estas medidas somam-se às políticas já em vigor, nomeadamente nas áreas do apoio à natalidade, em que a empresa disponibiliza lugares de estacionamento dedicados para maior conforto da grávida, promove a paternidade e inclui todo o agregado familiar no seguro de saúde.

A Galp assumiu ainda um conjunto de compromissos no âmbito do IGEN – Fórum Empresas para a Igualdade de Género, criando um grupo permanente de reflexão e acção para a diversidade, responsável pela discussão, definição e implementação das melhores práticas nesta matéria.

Esta artigo faz parte do Caderno Especial “Igualdade de Género”, publicado na edição de Julho (n.º 115) da Human Resources, nas bancas.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...