Ritmos Urbanos: Despertar um sentimento de alegria

Tal como aconteceu com toda a indústria, o impacto da pandemia na Ritmos Urbanos foi total. O seu negócio assentava na experiência presencial como ferramenta principal, o que, no contexto de pandemia, se tornou muito pouco praticável, revela Ana Almeida, co-founder da empresa.

 

As empresas foram colocadas à prova perante esta realidade inesperada. De que forma “deram a volta”?

Da mesma forma que as actividades presenciais pararam totalmente, muitas outras nasceram com a mesma força dada a necessidade emergente de nos ligarmos. Na Ritmos Urbanos a transformação começou a acontecer no primeiro dia de quarentena, movidos por aquilo que era o nosso core: unir as pessoas, fazê-las sentir parte de uma equipa, fortalecer a sensação de propósito dentro das organizações e empresas. E a verdade é que, agora, este propósito se tornou mais forte que nunca! A forma de trabalho mudou radicalmente de um dia para o outro, o que levou a que as ligações interpessoais e entre as próprias organizações se tornasse essencial para o funcionamento de qualquer empresa. Neste sentido, percebemos que o que tínhamos que fazer era mudar as ferramentas que utilizávamos para atingir esse fim. “Despertar um sentimento de alegria” pelas empresas em teletrabalho tornou-se uma missão!

Com a implementação do teletrabalho qual o vosso maior desafio?

Fazer com que as pessoas se sintam parte de um todo. Num contexto em que o ambiente de trabalho em que estamos envolvidos passa a ser a nossa vida pessoal, aquilo que nos faz sentir parte de uma equipa e organização, e lutar por um propósito colectivo, reside, cada vez mais, dentro de nós. E é aqui que entramos.

Fora do local físico de trabalho de que forma pode a empresa potenciar o sentimento de pertença dos colaboradores?

A forma mais fácil de conseguir criar novas conexões é através da partilha de algo que seja prazeroso em torno de um propósito. Acreditamos que se partilharmos com os nossos colegas uma gargalhada, uma boa conversa ou até mesmo uma lágrima, mais facilmente despertaremos um sentimento comum num determinado contexto. É isto que potencializamos, mas agora online.

 

Que soluções têm nesse âmbito?

Produzimos momentos e peças criativas resultantes de programas de entretenimento, com principal foco na comunicação interna e nos objectivos do departamento de recursos humanos. Para esse efeito, utilizamos soluções como talkshows com convidados internos da empresa, “sagas cinematográficas corporate” que resultam de um team building digital, jogos online para aprendizagem de novas ferramentas internas da empresa, entre outras.

Que benefícios trazem estas sinergias?

Acreditamos que as empresas devem estar mais próximas dos seus colaboradores e estes das suas equipas. Se isso acontecer, criaremos um contexto de trabalho onde a pessoa tem consciência do seu contributo para a empresa e para a sociedade, o que trará resultados muito positivos. Uma empresa com colaboradores felizes e motivados terá serviços e clientes igualmente motivados, porque a empresa reflecte para fora aquilo que é por dentro.

 

Para mais informações consulte:

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...