Fundos de pensões com desempenho positivo

Os fundos de pensões portugueses obtiveram em Fevereiro uma rendibilidade mediana estimada de 1,8%, segundo a Mercer.

Segundo Rui Guerra, partner da Mercer, «os fundos de pensões portugueses obtiveram em Fevereiro uma rendibilidade mediana estimada de 1.8%. Esta performance resultou do desempenho positivo das obrigações e das ações. Em Fevereiro, a performance das acções foi positiva. O acordo entre a Grécia e o Eurogrupo, a subida dos preços do petróleo e as declarações de Janet Yellen relativamente ao improvável aumento das taxas de juro antes de junho, tiveram um impacto positivo no mercado acionista. O mercado obrigacionista da zona Euro obteve uma rendibilidade positiva, mantendo-se a tendência de descida das yields na generalidade das maturidades e países. A yield das obrigações de dívida privada com qualidade de crédito AA e maturidade superior a 10 anos, índice de referência para as taxas de desconto dos planos de pensões, não sofreu alterações face a Janeiro, mantendo-se em 1.2% no final do mês de Fevereiro».

A yield das obrigações de dívida privada com qualidade de crédito AA e maturidade superior a 10 anos, índice de referência para as taxas de desconto dos planos de pensões, não sofreu alterações face a Janeiro, mantendo-se em 1,2% no final do mês de Fevereiro.




loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.