Barómetros

Barómetro: Há escassez de talento. E está a fazer pressão sobre os salários

Nove em cada 10 inquiridos admite que a escassez de mão-de-obra é um problema que se tem feito sentir nas respectivas organizações. Esta é uma das principais conclusões da 40.ª edição do Barómetro Human Resources. Os perfis onde se faz mais sentir, a pressão sobre os salários, a semana de quatro dias, ou as alterações à lei laboral, são outros temas em destaque.

Qual será o grande tema na gestão de pessoas em 2022?

A pandemia veio alterar o paradigma do trabalho. Mas se algumas tendências – uma, principalmente – regressaram em força, outras perderam “lugar” para uma tendência que nem aparecia nas agendas dos gestores no início de 2020. Nesta 39.ª edição do Barómetro Human Resources contamos ainda com os comentários de 14 especialistas.

Barómetro. Empresas querem mais trabalho presencial, e profissionais mais remoto

Agora que finalmente as empresas puderam tirar as intenções do papel, qual o modelo de trabalho que estão a adoptar? Ainda que a tendência se mantenha inquestionavelmente na adopção de modelos de trabalho híbridos, comparando os resultados com os de há seis meses, há diferenças assinaláveis que demonstram o presencial a “ganhar terreno”. Porque, aparentemente, empresas e colaboradores não querem o mesmo.

Testemunhos

Luís Antunes, PHC: Dar a melhor experiência aos candidatos

Luís Antunes, People Experience director da PHC Software, defende que «para se conseguir agarrar de forma eficiente os melhores talentos, existe a necessidade de dar a melhor experiência aos candidatos em todo o processo de recrutamento e selecção». Leia a sua análise aos resultados do XL Barómetro…

Paulo Silva, SIVA: A cultura enquanto factor de atractividade e retenção

Paulo Silva, director de Recursos Humanos da SIVA, destaca «se a empresa tiver uma boa reputação, se for guiada pelos valores certos e tiver uma cultura atractiva –incluindo aqui a proposta de valor –, os talentos aparecem naturalmente e vão querer permanecer enquanto se sentirem realizados (não…

Catarina Horta, Novo Banco: Os temas que a pandemia nos trouxe

Catarina Horta, directora de Capital Humano do novobanco, reconhece «já existiam profissionais nómadas antes da pandemia, mas depois de Março de 2020, verificou-se que havia muito mais funções que eram passíveis de serem desempenhadas de forma remota do que se pensou ser possível um mês antes». Leia…