Galp e IST juntam-se para desenvolver projectos de inovação e investigação no sector energético (e também promoção do talento e emprego)

A Galp e o Instituto Superior Técnico (IST) celebraram um protocolo que irá unir as duas entidades no desenvolvimento de projectos na área da investigação e inovação industrial, bem como na promoção de talento e emprego no sector energético.

O protocolo, assinado pela directora de Inovação da Galp, Ana Casaca, e pelo presidente do IST, Rogério Colaço, permite à Galp integrar a “Rede de Parceiros do Técnico”, através da qual são prosseguidos os objectivos de investigação, educação, transferência de tecnologia e inovação do IST. Uma ligação que concretiza a aproximação a aproximação e partilha de conhecimento entre o mundo académico e o universo empresarial.

Através deste protocolo, a Galp passa, por exemplo, a ter acesso ao portal de emprego para estudantes do IST, o “Técnico Job Bank”, a participar anualmente na “AEIST Jobshop”, a feira de emprego do IST organizada pela Associação de Estudantes do Instituto Superior Técnico, e a participar nas “Técnico Career Weeks”, semanas temáticas organizadas pelos Núcleos de Estudantes de cada curso com a colaboração das empresas na área de Engenharia Mecânica.

O acordo assinado esta terça-feira, dia 20 prevê também a organização do evento anual “Talent Search Meeting@Técnico”, para promover a ligação entre estudantes do IST e o meio empresarial. A Galp irá ainda colaborar em workshops “Inovação IST-Indústria”, com desafios específicos da Galp para investigadores e docentes do IST, e promover um concurso de apoio ao desenvolvimento de ideias inovadoras (TecInnov), com temas a definir em colaboração com a Galp.

O apoio a um laboratório dedicado à temática da energia e desenvolvimento de protótipos por parte dos núcleos de estudantes do IST, e o apoio da Galp no desenvolvimento de projectos de investigação pré-competitiva, são outros dos tópicos contemplados ao abrigo desta parceria.

«A Galp abraçou um processo de transformação com o objectivo de liderar a transição energética. Mas sabemos que este caminho só será coroado de sucesso se o fizermos em parceria, com ecossistemas empresariais, sociedade civil e, naturalmente, com a academia. Daí o nosso novo propósito: queremos regenerar o futuro juntos. Este protocolo com o IST é mais um passo muito concreto para atingirmos as metas ambiciosas a que nos propusemos», referiu Ana Casaca, após a assinatura do documento.

Por parte do IST, Rogério Colaço referiu que acolher a Galp na sua rede de parceiros é mais um passo determinante no caminho que o IST tem vindo a percorrer, no sentido de abrir as suas portas, enquanto instituição académica de referência nas áreas de ciência tecnologia e engenharia, ao tecido económico e empresarial. «Esta parceria é uma situação em que quer o Técnico quer a Galp saem vencedores e, quando assim é, quem ganha é o País.»

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.