Estes 6 sinais indicam que devia mudar de emprego

Trabalha há algum tempo na mesma empresa e parece que já está em piloto automático, sem tirar nenhum proveito daquilo que faz? Os seus interesses e objectivos variam com o tempo, mas como distinguir se está realmente a precisar de mudar de emprego, ou se essa vontade é apenas uma falta de motivação temporária? A resposta está nestes sinais.

 

Nota que, nos últimos meses, se tem sentido menos motivado e que o que faz já não representa nenhum desafio profissional? Talvez esteja na hora de mudar de projecto profissional.  A Robert Walters destaca seis sinais que confirmam se de facto chegou essa hora:

 

 1 – Sente-se cansado e stressado frequentemente
Arrasta-se todas as manhãs para o escritório e falta-lhe o estímulo que sentia antes? Dorme menos ou sofre de insónias, e nota que o seu bom humor e energia pioram sempre que pensa sobre o seu trabalho? Estes sintomas resultam do aumento dos níveis de stress que, embora não signifique obrigatoriamente que está infeliz no seu trabalho, indicam que precisa de abrandar o ritmo. O stress afeta o seu estado de espírito e também o seu sistema imunitário, tornando-o mais suscetível a ficar doente (constipações, gripes, etc.), e piorando visivelmente a sua performance no trabalho. Assim, se sente que o seu corpo lhe está a tentar dizer alguma coisa, procure escutá-lo.

 

 2 – Deixou de acreditar na sua empresa
Quando começou a trabalhar no seu posto atual, tudo lhe parecia cheio de possibilidades – sentia-se orgulhoso por fazer parte da empresa e por se identificar com a sua missão e valores. Contudo, recentemente tem reparado numa mudança no ambiente do trabalho, e a sua confiança na organização e no seu projeto já não é o que era. Talvez a empresa onde trabalha tenha tomado decisões estratégicas ou comerciais com as quais não concorda, ou que vão contra a sua visão de mercado. Talvez a mudança nos cargos diretivos não tenha sido a melhor, tendo resultado num afastamento da trajetória profissional que delineara inicialmente. Ou talvez a sua mentalidade tenha simplesmente mudado, e agora sente que os valores da empresa já não se alinham com os seus.

“A falta de valores partilhados pode ser um dos fatores que mais contribuem para uma diminuição da motivação, tal como o sentimento de alienação ou a perda de confiança. Se isto lhe soa familiar, talvez esteja na altura de começar a procurar outra empresa com a qual se identifique mais”, comenta François-Pierre Puech, Senior Manager da Robert Walters Portugal.

 

 3 – Está sempre a olhar para o relógio
Costumava acordar de manhã entusiasmado com tudo o que tinha para fazer durante o dia, estando disposto a aceitar desafios adicionais, e até ficar a trabalhar até mais tarde voluntariamente, mas agora encontra-se permanentemente a contar as horas que faltam para sair do escritório e ir para casa, e sente-se tentado a fazer o mínimo esforço possível em cada tarefa, em vez de procurar oportunidades de brilhar, aprender mais ou dar o máximo em cada uma delas. Se esta descrição descreve a sua semana de trabalho, o seu desânimo é evidente. Todos devemos ter um trabalho que nos mantenha entusiasmados e com vontade de ir mais além para fazer a diferença, pelo menos na maioria dos dias. Se esse não é o caso, seja porque o trabalho já não é desafiante, seja porque o seu chefe não puxa por si, ou tem um plano onde não se revê, talvez esteja na hora de procurar outro emprego que desperte a sua paixão outra vez.

 

 4 – Os seus interesses não estão alinhados com as suas competências
Às vezes as pessoas são contratadas para trabalhar em áreas onde são realmente boas, mas não gostam necessariamente daquilo que fazem. Isto pode fazer com que algo bom se torne num pesadelo.

Talvez tenha muito jeito para ser programador, mas preferisse estar no departamento de marketing. Se calhar tem um domínio excelente de Excel, mas o que gostava mesmo de fazer era sair e encontrar-se com clientes, em vez de estar o dia inteiro em frente de um ecrã de computador. Talvez se encontre a trabalhar dentro de uma área específica do direito, quando tudo o que queria era estar noutra.

Embora nem sempre seja fácil alinhar os seus interesses pessoais com a sua atividade profissional, não é impossível. Quanto mais tempo esperar, pior, pois cada vez vai ficar mais especializado na área de onde pretende sair.

 

 5 – Sente-se invisível e as relações interpessoais são negativas
“Se as suas opiniões e contribuições não são devidamente reconhecidas, ou a promoção que já lhe prometeram várias vezes nunca chega por mais que se esforce, e parece que nunca lhe atribuem os projetos mais importantes, ficando outros com os créditos do trabalho que realizou, significa que não é valorizado como deveria, e isso é um claro sinal de que precisa de mudar”, comenta François-Pierre Puech.

Outro sinal de alarme é se as relações dentro da sua equipa já não são cordiais ou colaborativas como dantes, e se já não socializam juntos. Para aqueles que passam uma grande parte do seu tempo a trabalhar dentro de uma equipa, é essencial que se possam sentir membros valorizados, e que a atmosfera seja amigável, produtiva e animadora. No entanto, se já fez tudo o que estava ao seu alcance para melhorar a dinâmica de grupo, mas as coisas continuam a não funcionar bem, está na altura de procurar outro projeto onde possa realmente marcar a diferença.

 

6 – Cresceu demasiado para o seu posto actual
Pode acontecer que uma função, por mais que goste da sua empresa e da relação com os seus colegas ou responsáveis, já não seja suficiente para si. Permanecer num posto que se encontra abaixo das suas capacidades apenas por um sentimento de lealdade ou por medo da mudança pode acabar por se converter numa experiencia negativa e desmotivadora, levando-o a travar desnecessariamente o seu crescimento profissional. Não deixe que isso aconteça. Pelo contrário, “se desenvolveu diferentes competências e experiência ao longo da sua carreira, está preparado para novos desafios, e não deve ter medo de os procurar. Se a sua empresa simplesmente não possui os recursos, ou não tem como lhe oferecer o projeto adequado que lhe permita continuar a crescer, explore outras opções. Afinal, trata-se do seu futuro profissional, e este devia estar acima de qualquer empresa ou organização – deve isso a si próprio”, conclui François.

Se verifica que um ou vários destes sinais se aplicam à sua situação actual, está na altura de fazer uma mudança.

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players
Automonitor
Chevy Suburban: O primeiro carro com uma estrela em Hollywood