Foco, criatividade e tecnologias

As “conscious tech”, para além de facilitarem o bem-estar, promovem a auto-descoberta, proporcionando um ambiente de conexão na dimensão da atenção e da produtividade. Consequentemente, a proximidade, a aceitação, o respeito e a autonomia entre os elementos do grupo de trabalho será aumentada.

 

Por Paulo Vieira de Castro, director do departamento de Bem-Estar nas Organizações do I-ACT – Institute of Applied Consciousness Technologies (EUA)

 

Partilho alguns exemplos de tecnologias de bem-estar para as organizações, com um enfoque particular na luz.

Luz e bem-estar

Todos sabemos o quanto dependemos do sol para estar equilibrados. Isso será o mesmo que dizer energizados. Por isso, a empresa “Sunsprite” desenvolveu um pequeno apetrecho que mede e rastreia a quantidade e a qualidade da energia solar ao nosso redor. Baseado em conhecimentos científicos, este dispositivo lança sinais de alerta, lembrando-nos de, por exemplo, sair do edifício e ir “apanhar sol”. Este instrumento poderá estar conectado por bluetooth a um smartphone ou iPad. O “SunSprite” rastreia luz visível e UV.

A exposição à luz solar aumenta a vitalidade, diminui a ansiedade e, assim majora a atenção e o foco. Restabelece o humor, ajudando a melhorar a qualidade do sono e do despertar. Assim, poderemos criar um padrão e aprender a optimizar as carências de cada equipa a este nível. Não menos importante é o facto deste pequeno equipamento ajudar a entender se os locais onde os seus recursos humanos estão posicionados são, ou não, os mais convenientes.

Já os finlandeses da “Light Cognitive” fornecem painéis de luz natural do tipo “Big Sky”, trazendo uma luz muito próxima da natural. Isto é particularmente indicado para os ambientes sem iluminação solar directa. Estes painéis podem ser aplicados em qualquer parte do espaço, simulando o ambiente de “ar livre”, do céu ou de uma janela por onde o sol entra. Durante o ciclo do dia o “Big Sky” emite luz de alta intensidade enriquecida, permitindo o aumento dos estados de alerta, produzindo uma sensação de bem-estar nas pessoas.

Apresentando soluções de design, decoração luxuosa e sofisticação, estes painéis de luz conseguem replicar matizes e os ciclos naturais do dia, melhorando, para além do bem-estar, a produtividade. Esta luz é especialmente aconselhada para ambientes corporativos, hotéis, unidades de saúde e, muito especialmente, em ambientes de aprendizagem. O sistema poderá ser, igualmente, controlado através de um aplicativo dedicado para smartphone ou tablet.

 

Luz e criatividade

Os inventores da “LUCIA N.° 03” presentam uma “ estranha” lâmpada de LED de frequências variadas (brancos e halogéneo) de simples aplicação. Bastará estar alguns minutos de olhos fechados perante esta luz. Esta viagem visual única aumenta a capacidade de exploração visionária e a criatividade, estimulando – mais uma vez – o foco e a atenção. A par de tudo isso, aumenta o relaxamento, abrindo a possibilidade a estados alterados de consciência. O fabricante afirma ainda que a mesma permite estimular a glândula pineal. Esta lâmpada trabalha o equilíbrio dos canais energéticos, especialmente os do coração e do plexo solar. No local de trabalho, a “LUCIA 03” é usada para ajudar os elementos da equipa a alcançar e manter o estado de serenidade, permitindo a quebra da “realidade padrão”.  Com igual intenção, Deepak Chopra, o popular guru da medicina alternativa, criou o “Dream Weaver”. Trata-se de um aplicativo de luz e som que usa um estroboscópio LED, combinando, ainda, a música e a voz. Isto através de qualquer smartphone. A luz psicadélica pretende que as frequências de ondas cerebrais se sincronizem com o estímulo (som e luz), numa sintonia correspondente ao estado cerebral pretendido. Distintos impulsos cerebrais combinam diferentes níveis de alerta. Uns trabalham a híper-vigilância, outras estados de ansiedade, etc.

Concluindo, as organizações deverão estar habilitadas a consolidar a energia humana. Modernamente, as tecnologias transformativas são um óptimo suporte ao bem-estar das equipas.

 

Veja também estes artigos.

 

 

 

Ler Mais
Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*

MULTIPUBLICAÇÕES

[vc_multibar_post nc_mp_bar_revive=”JTBBJTNDc2NyaXB0JTIwdHlwZSUzRCUyN3RleHQlMkZqYXZhc2NyaXB0JTI3JTNFJTNDJTIxLS0lMkYlMkYlM0MlMjElNUJDREFUQSU1QiUwQSUyMCUyMCUyMHZhciUyMG0zX3UlMjAlM0QlMjAlMjhsb2NhdGlvbi5wcm90b2NvbCUzRCUzRCUyN2h0dHBzJTNBJTI3JTNGJTI3aHR0cHMlM0ElMkYlMkZtdWx0aXB1YmxpY2Fjb2VzLWFkcy5jb20lMkZ3d3clMkZkZWxpdmVyeSUyRmFqcy5waHAlMjclM0ElMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZhanMucGhwJTI3JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwdmFyJTIwbTNfciUyMCUzRCUyME1hdGguZmxvb3IlMjhNYXRoLnJhbmRvbSUyOCUyOSUyQTk5OTk5OTk5OTk5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjglMjFkb2N1bWVudC5NQVhfdXNlZCUyOSUyMGRvY3VtZW50Lk1BWF91c2VkJTIwJTNEJTIwJTI3JTJDJTI3JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlM0NzY3IlMjIlMkIlMjJpcHQlMjB0eXBlJTNEJTI3dGV4dCUyRmphdmFzY3JpcHQlMjclMjBzcmMlM0QlMjclMjIlMkJtM191JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlM0Z6b25laWQlM0QxMDIlMjIlMjklM0IlMEElMjAlMjAlMjBkb2N1bWVudC53cml0ZSUyMCUyOCUyNyUyNmFtcCUzQmNiJTNEJTI3JTIwJTJCJTIwbTNfciUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGlmJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuTUFYX3VzZWQlMjAlMjElM0QlMjAlMjclMkMlMjclMjklMjBkb2N1bWVudC53cml0ZSUyMCUyOCUyMiUyNmFtcCUzQmV4Y2x1ZGUlM0QlMjIlMjAlMkIlMjBkb2N1bWVudC5NQVhfdXNlZCUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuY2hhcnNldCUyMCUzRiUyMCUyNyUyNmFtcCUzQmNoYXJzZXQlM0QlMjclMkJkb2N1bWVudC5jaGFyc2V0JTIwJTNBJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuY2hhcmFjdGVyU2V0JTIwJTNGJTIwJTI3JTI2YW1wJTNCY2hhcnNldCUzRCUyNyUyQmRvY3VtZW50LmNoYXJhY3RlclNldCUyMCUzQSUyMCUyNyUyNyUyOSUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4JTIyJTI2YW1wJTNCbG9jJTNEJTIyJTIwJTJCJTIwZXNjYXBlJTI4d2luZG93LmxvY2F0aW9uJTI5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjhkb2N1bWVudC5yZWZlcnJlciUyOSUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4JTIyJTI2YW1wJTNCcmVmZXJlciUzRCUyMiUyMCUyQiUyMGVzY2FwZSUyOGRvY3VtZW50LnJlZmVycmVyJTI5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjhkb2N1bWVudC5jb250ZXh0JTI5JTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjZjb250ZXh0JTNEJTIyJTIwJTJCJTIwZXNjYXBlJTI4ZG9jdW1lbnQuY29udGV4dCUyOSUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGlmJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQubW1tX2ZvJTI5JTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjZhbXAlM0JtbW1fZm8lM0QxJTIyJTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjclM0UlM0MlNUMlMkZzY3IlMjIlMkIlMjJpcHQlM0UlMjIlMjklM0IlMEElMkYlMkYlNUQlNUQlM0UtLSUzRSUzQyUyRnNjcmlwdCUzRSUzQ25vc2NyaXB0JTNFJTNDYSUyMGhyZWYlM0QlMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZjay5waHAlM0ZuJTNEYTgzYzMyNTUlMjZhbXAlM0JjYiUzRElOU0VSVF9SQU5ET01fTlVNQkVSX0hFUkUlMjclMjB0YXJnZXQlM0QlMjdfYmxhbmslMjclM0UlM0NpbWclMjBzcmMlM0QlMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZhdncucGhwJTNGem9uZWlkJTNEMTAyJTI2YW1wJTNCY2IlM0RJTlNFUlRfUkFORE9NX05VTUJFUl9IRVJFJTI2YW1wJTNCbiUzRGE4M2MzMjU1JTI3JTIwYm9yZGVyJTNEJTI3MCUyNyUyMGFsdCUzRCUyNyUyNyUyMCUyRiUzRSUzQyUyRmElM0UlM0MlMkZub3NjcmlwdCUzRSUwQQ==”]