Há quatro escolas de negócio portuguesas entre as melhores do mundo. Portugal é o terceiro país europeu mais bem representado neste ranking do Financial Times

O Financial Times divulgou hoje o ranking de Executive Education, avaliando escolas de negócio de todo o mundo que dispõem desta oferta formativa. Portugal tem quatro escolas de negócios entre as melhores do mundo.

 

Actualmente Portugal é o terceiro país europeu mais bem representado neste ranking, sendo ultrapassado apenas por França e Reino Unido respectivamente. Este resultado reflecte um investimento crescente na formação de gestores, o que será factor decisivo para a competitividade da economia portuguesa.

O ranking de Executive Education 2022 do Financial Times, que elege as escolas com as melhores ofertas de Formação de Executivos no mundo, posiciona a Nova SBE no 22º lugar, uma subida significativa de 22 lugares face ao ranking anterior, e no primeiro lugar em Portugal, pelo terceiro ano consecutivo.

Tanto na avaliação global de escolas de formação de executivos, como na apreciação dos Programas Abertos, a Nova SBE destaca-se como a escola número um em Portugal.

Já a Católica Lisbon School of Business & Economics ocupa a 27ª posição, sendo a segunda escola portuguesa mais bem classificada.

Também a Porto Business School volta a estar no ranking da Financial Times e alcança a 40ª posição, com subidas em Open Executive Programmes e Custom Executive Programmes.

Logo a seguir no ranking surge o ISEG – Lisbon School of Economics and Management, da Universidade de Lisboa ocupa o 41º lugar.

O ranking do Financial Times avalia a performance das Escolas, tendo em conta metodologias de ensino, qualificação do corpo docente, contribuição para novas competências e aprendizagens, e o retorno do investimento dos participantes.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*