Programação é um quebra-cabeças para si? Conheça os 5 mitos mais comuns sobre esta actividade

A escola de programação Le Wagon desmistifica uma das competências mais debatidas nos últimos anos e num dos sectores com maior falta de talento em Portugal: a programação.

 

Com o crescente investimento tecnológico em Portugal, a Le Wagon está a formar profissionais qualificados para corresponderem às vagas no mercado de trabalho. Neste sentido, vem simplificar a base de todas as profissões neste sector através da clarificação dos cinco mitos mais comuns sobre a programação.

1. A programação é complexa: apesar de assim parecer devido às diferentes linguagens e à simbologia que compõem cada linha, a programação é uma actividade que tem por base a lógica. Por isso, a partir do momento em que existe o “clique”, o raciocínio torna-se fácil de entender, bastando apenas um bom professor para acompanhar este processo;

 

2. A programação é aborrecida: é verdade que programar envolve muito tempo sentado a olhar para o ecrã, mas cada linha é um “tijolo” que permite construir algo que apenas se torna visível quando todas as peças se encaixam e rumam para o mesmo sentido. Chegar a este ponto nem sempre é fácil e é muitas vezes frustrante, mas observar o resultado do trabalho é tudo menos aborrecido;

 

3. A programação está saturada: independentemente de ser um tópico altamente discutido nos últimos anos, a programação continua a ser uma competência altamente valorizada pelo mercado. Tanto que continuam a surgir diariamente vagas, em várias empresas de renome, para funções como Back-end Developer, Front-end Developer ou Full-stack Developer, por exemplo, que têm por base a programação;

 

4. A programação é mal remunerada: devido à falta de talento no sector tecnológico, os salários destes profissionais em Portugal têm vindo a aumentar significativamente. Desta forma, posições associadas à programação estão incluídas na maior parte das listas de profissões mais bem remuneradas a nível nacional, o que vem derrubar este mito;

 

5. A programação é difícil de aprender: a programação requer, tal como qualquer outra capacidade, tempo e dedicação. Por isso, existem escolas que, num curto espaço de tempo e em regime intensivo, ensinam aos alunos os conceitos fundamentais e capacitam-nos para entrarem imediatamente no mercado de trabalho. Tendo em conta que, no caso da Le Wagon Lisboa, este método já funcionou em mais de 600 alunos durante os passados 5 anos, podemos afirmar que a aprendizagem da programação está ao alcance de todos.

 

São várias as vantagens associadas à aprendizagem da programação, algo que está mais acessível, por exemplo, através de bootcamps intensivos e que podem corresponder às necessidades das actuais vagas de emprego no mercado de TI.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*