A Crise e os Talentos!

Opinião de Ricardo Florêncio

Director da Revista HR Portugal

Editorial publicado na edição de Setembro 2011 da revista HR Portugal

É nas épocas de maior aperto que mais se necessita da qualidade e competência das Pessoas.

É assim nos tempos difíceis que já se vivem e que se avizinham, que mais vamos necessitar de Pessoas, jovens e menos jovens, que possam contribuir com as suas qualidades e atributos no desempenho das suas funções nas nossas organizações.

Seria assim nestas alturas, que, nós, e o País, deveríamos fazer um esforço adicional no sentido de atrair esse talento, criando as condições necessárias e suficientes para reter o capital humano de qualidade que temos.

Contudo, vejo com apreensão que não é nada disso que está a acontecer. Caminhamos mesmo no sentido inverso.

Com o investimento a reduzir drasticamente, as oportunidades a escassearem e o contínuo aumento fiscal sobre os rendimentos de trabalho, são cada vez mais os talentos que nos ameaçam deixar, não só jovens, mas já com experiência adquirida, e mesmo quadros de topo começam a olhar de um modo diferente para o mercado de trabalho além fronteiras.

O mais grave desta situação é o tempo de retorno. A aprofundar-se, são situações geracionais, e não movimentos de ciclo curtos.

Teremos de inverter esta tendência, e com rapidez.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...