Boas Práticas: Transformar o ambiente de trabalho

Com a sua “população” em crescimento, a Nestlé está a reformular as suas instalações. Mas, mais do que isso, está a servir de alavanca para uma verdadeira transformação nas formas de trabalhar e de colaborar.

 

Por Sandra M. Pinto

 

Sediado na vila suíça de Vevey, o Grupo Nestlé está presente em 189 países. Contando com 323 mil colaboradores a nível mundial, o grupo está comprometido com o propósito de melhorar a qualidade de vida e contribuir para um futuro mais saudável, através de três pilares fundamentais: pessoas/ famílias, comunidades e planeta. Está presente em Portugal desde 1923, onde chegou pelas mãos do Prémio Nobel da Medicina de 1949, o professor Egas Moniz. Conhecedor do trabalho realiza- do em meados do século XIX por Henri Nestlé, cuja invenção da farinha láctea contribuiu para uma drástica redução da mortalidade infantil – que nessa época assolava a Europa –, Egas Moniz trouxe para Portugal os benefícios de uma indústria láctea bem estruturada, alicerçada numa comunidade apoiada para a produção de uma matéria-prima que até ai escasseava: o leite. «Com esse espírito, Egas Moniz fundou, em 1923, a Sociedade de Produtos Lácteos, Lda., que viria a ser o berço da Nestlé em Portugal quando, em 1933, obteve o exclusivo de fabricação e comercialização dos produtos com a marca Nestlé», relembra Rosário Vilhena, directora de Recursos Humanos da empresa no nosso país.

Através de aquisições locais e/ou internacionais, «a Nestlé soube implementar-se na comunidade envolvente, adequando os seus produtos globais aos gostos locais», sendo que, em Portugal, a Nestlé tem actualmente 2184 colaboradores, de 37 nacionalidades. Com sede em Linda-a-Velha, no concelho de Oeiras, a empresa conta com duas fábricas, uma no Porto e outra em Avanca.

 

Proporcionar melhores condições de trabalho

Com uma população em crescimento, devido, sobretudo, à instalação do novo Centro de Serviços Partilhados – Nestlé Business Services Lisbon – a Nestlé está a investir em obras de reformulação das instalações de Linda-a-Velha.

Com este novo centro, a Nestlé passa a acolher mais 900 pessoas. «Encaramos este projecto como mais do que uma mera remodelação, vendo nele uma alavanca para uma verdadeira transformação nas formas de trabalhar e de colaborar», refere Rosário Vilhena. «Queremos ter um espaço de trabalho colaborativo, user centric, desenhado e adaptado às diferentes necessidades das diversas populações do edifício, que estimule a criatividade, inovação e colaboração, constituindo uma “verdadeira experiência” para os colaboradores.» A empresa procura ter  sempre um impacto positivo junto dos seus colaboradores, pois, como refere a responsável, tudo o que se faz na Nestlé está «“embebido” do propósito de melhorar a qualidade de vida e contribuir para um futuro mais saudável, pelo que  é também isso que procuramos fazer com os nossos colaboradores ao proporcionar-lhes melhores condições de trabalho, através de vários benefícios».

Um dos objectivos que a empresa se propõe alcançar com a nova sede é a flexibilidade de trabalho a partir de casa para todos os colaboradores. Para conseguir implementar esta política, a Nestlé está a desenvolver um projecto designado “All Together – Campus Nestlé”. «Começámos em Maio de 2018 e estamos neste momento em fase de desenvolvimento, tendo por base três dimensões fundamentais: experiência física do local de trabalho, experiência digital e experiência das pessoas na forma como vivem o espaço físico de local de trabalho em que, juntas, criam uma comunidade compro- metida e criativa», revela Rosário Vilhena, para quem este projecto tem como propósito transformar a Nestlé. «O futuro começa comigo e contigo, sendo mais ágeis, abertos e inovadores. Estamos a construir um futuro melhor “All Together”, um conceito sustentado em quatro pilares: Desk Sharing; Flexibility & Mobility; Digital e Workplace Transformation.»

 

Leia o artigo na íntegra na edição de Julho/Agosto da Human Resources.

Ler Mais
Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*

MULTIPUBLICAÇÕES

[vc_multibar_post nc_mp_bar_revive=”JTBBJTNDc2NyaXB0JTIwdHlwZSUzRCUyN3RleHQlMkZqYXZhc2NyaXB0JTI3JTNFJTNDJTIxLS0lMkYlMkYlM0MlMjElNUJDREFUQSU1QiUwQSUyMCUyMCUyMHZhciUyMG0zX3UlMjAlM0QlMjAlMjhsb2NhdGlvbi5wcm90b2NvbCUzRCUzRCUyN2h0dHBzJTNBJTI3JTNGJTI3aHR0cHMlM0ElMkYlMkZtdWx0aXB1YmxpY2Fjb2VzLWFkcy5jb20lMkZ3d3clMkZkZWxpdmVyeSUyRmFqcy5waHAlMjclM0ElMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZhanMucGhwJTI3JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwdmFyJTIwbTNfciUyMCUzRCUyME1hdGguZmxvb3IlMjhNYXRoLnJhbmRvbSUyOCUyOSUyQTk5OTk5OTk5OTk5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjglMjFkb2N1bWVudC5NQVhfdXNlZCUyOSUyMGRvY3VtZW50Lk1BWF91c2VkJTIwJTNEJTIwJTI3JTJDJTI3JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlM0NzY3IlMjIlMkIlMjJpcHQlMjB0eXBlJTNEJTI3dGV4dCUyRmphdmFzY3JpcHQlMjclMjBzcmMlM0QlMjclMjIlMkJtM191JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlM0Z6b25laWQlM0QxMDIlMjIlMjklM0IlMEElMjAlMjAlMjBkb2N1bWVudC53cml0ZSUyMCUyOCUyNyUyNmFtcCUzQmNiJTNEJTI3JTIwJTJCJTIwbTNfciUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGlmJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuTUFYX3VzZWQlMjAlMjElM0QlMjAlMjclMkMlMjclMjklMjBkb2N1bWVudC53cml0ZSUyMCUyOCUyMiUyNmFtcCUzQmV4Y2x1ZGUlM0QlMjIlMjAlMkIlMjBkb2N1bWVudC5NQVhfdXNlZCUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuY2hhcnNldCUyMCUzRiUyMCUyNyUyNmFtcCUzQmNoYXJzZXQlM0QlMjclMkJkb2N1bWVudC5jaGFyc2V0JTIwJTNBJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuY2hhcmFjdGVyU2V0JTIwJTNGJTIwJTI3JTI2YW1wJTNCY2hhcnNldCUzRCUyNyUyQmRvY3VtZW50LmNoYXJhY3RlclNldCUyMCUzQSUyMCUyNyUyNyUyOSUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4JTIyJTI2YW1wJTNCbG9jJTNEJTIyJTIwJTJCJTIwZXNjYXBlJTI4d2luZG93LmxvY2F0aW9uJTI5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjhkb2N1bWVudC5yZWZlcnJlciUyOSUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4JTIyJTI2YW1wJTNCcmVmZXJlciUzRCUyMiUyMCUyQiUyMGVzY2FwZSUyOGRvY3VtZW50LnJlZmVycmVyJTI5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjhkb2N1bWVudC5jb250ZXh0JTI5JTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjZjb250ZXh0JTNEJTIyJTIwJTJCJTIwZXNjYXBlJTI4ZG9jdW1lbnQuY29udGV4dCUyOSUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGlmJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQubW1tX2ZvJTI5JTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjZhbXAlM0JtbW1fZm8lM0QxJTIyJTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjclM0UlM0MlNUMlMkZzY3IlMjIlMkIlMjJpcHQlM0UlMjIlMjklM0IlMEElMkYlMkYlNUQlNUQlM0UtLSUzRSUzQyUyRnNjcmlwdCUzRSUzQ25vc2NyaXB0JTNFJTNDYSUyMGhyZWYlM0QlMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZjay5waHAlM0ZuJTNEYTgzYzMyNTUlMjZhbXAlM0JjYiUzRElOU0VSVF9SQU5ET01fTlVNQkVSX0hFUkUlMjclMjB0YXJnZXQlM0QlMjdfYmxhbmslMjclM0UlM0NpbWclMjBzcmMlM0QlMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZhdncucGhwJTNGem9uZWlkJTNEMTAyJTI2YW1wJTNCY2IlM0RJTlNFUlRfUkFORE9NX05VTUJFUl9IRVJFJTI2YW1wJTNCbiUzRGE4M2MzMjU1JTI3JTIwYm9yZGVyJTNEJTI3MCUyNyUyMGFsdCUzRCUyNyUyNyUyMCUyRiUzRSUzQyUyRmElM0UlM0MlMkZub3NjcmlwdCUzRSUwQQ==”]