Está com dificuldades em promover um novo modelo de trabalho e uma mudança na Gestão de Pessoas? Veja este exemplo

A COVID-19 proporcionou às organizações inúmeras oportunidades de mudança, oportunidades de definição de políticas e transformação de processos e motivos para desafiar o status quo. Uma realidade que permitiu também ao departamento de Recursos Humanos da HipoGes Iberia definir um novo modelo de trabalho e novas prioridades e necessidades no que diz respeito à gestão de pessoas.

 

O novo modelo de trabalho da empresa «pretende analisar, entender e modificar os processos de gestão baseados na presença física e no contacto social. Explorar novas formas de partilhar, de trabalhar em equipa em espaços adaptados e novos veículos de aprendizagem», afirma Javier Lorés, chief Human Resources officer do grupo.

A identificação de novos canais de comunicação, produção contínua e adequada de conteúdo, desenvolvimento de políticas e processos de comunicação dentro de cada estrutura de trabalho, definição de espaços que permitam a comunicação corporativa e a interacção com outras partes são algumas das prioridades do departamento de Recursos Humanos.

Potenciar um mindset focado em data analytics faz também parte dos pilares estratégicos do departamento de Recursos Humanos da HipoGes em 2021.  Para tal, vão «dotar os processos de uma abordagem analítica, ao identificar o que se pretende medir e como e ao transpor, posteriormente, essa informação para uma linguagem de negócio», conta Javier Lorés. Além disso, já estão a ser implementadas melhorias ao nível da digitalização ao «simplificar os processos de gestão de pessoas com soluções ágeis, intuitivas e de fácil acesso» acrescenta.

As mudanças que o departamento de Recursos Humanos quer implementar ao longo de 2021 ao nível de gestão de pessoas exigiram também a redefinição do modelo de liderança, que além de reforçar a confiança entre as equipas, «pretende obter resultados ao nível do desenvolvimento e evolução dos membros da equipa e procurar equilibrar os resultados a curto prazo com a saúde e bem-estar da organização a longo prazo», diz Javier Lorés.

O envolvimento dos managers ao longo de todo o processo, bem como de todas as partes, é também crucial para alcançar o sucesso. «A gestão de pessoas tem de ser partilhada com o resto da organização. Os managers gerem pessoas e devem dispor (e entender) das ferramentas necessárias para tal. Além disso, as próprias pessoas devem gerir boa parte destes processos (desenvolvimento, mobilidade, comunicação) e nós devemos facilitar esta autogestão», ressalva o responsável.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...