Esta empresa vai permitir que os colaboradores (mais de 140 mil no mundo) trabalhem onde são mais produtivos

A Siemens vai deixar os colaboradores trabalhar remotamente dois ou três dias por semana. Esta medida mostra como a COVID-19 está a fazer as principais empresas repensar como e onde a sua equipa trabalha.

 

A empresa informou que o seu conselho de administração aprovou um novo modelo de trabalho que vai permitir que os colaboradores trabalhem de onde são mais produtivos, inclusive em casa ou num espaço de cowork.

«O objectivo é permitir que os colaboradores em todo o mundo trabalhem remotamente uma média de dois ou três dias por semana, sempre que isso for razoável e viável», afirmou a Siemens em comunicado.

«Estas mudanças estão associadas a um estilo de liderança diferente, que se concentre nos resultados e não no tempo gasto no escritório», disse o presidente-executivo, Roland Busch.

Este novo modelo da Siemens vai-se aplicar a mais de 140.000 colaboradores em cerca de 125 locais em 43 países.

 

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.