Falar sobre comunicação interna está a tornar-se déjà vu

Por Luís Roberto, Managing Partner da Comunicatorium e Professor convidado do ISCSP-ULisboa

Falar sobre comunicação interna, está a tornar-se déjà vu.

É por isso que procuramos novas respostas para o que é demasiadamente óbvio.

Atualmente, para que uma empresa possa sobreviver, é indispensável saber comunicar de modo estratégico com o seu público interno e externo.

Os clientes são mais exigentes, os produtos têm ciclos de vida mais curtos e os meios de comunicação apresentam-se cada vez mais fragmentados.

Existe paralelamente uma preocupação constante, em incentivar o envolvimento dos colaboradores das empresas, em promover as melhores práticas de comunicação interna, tanto a nível individual como coletiva, e o debate sobre como estimular a sua ligação com os objetivos estratégicos da empresa, é uma constante.

Há muito que se fala de comunicação interna e da importância do feedback e do diálogo aberto. Déjà vu!

Com uma comunicação clara e objetiva os colaboradores sentem-se mais estimados e valorizados pela empresa. Com isso, tendem a vestir a camisola e a serem os embaixadores da marca. Déjà vu!

Com os colaboradores valorizados, é comum que fiquem mais comprometidos com os objetivos da empresa e, com isso, ela torna-se mais competitiva quando comparada com as suas congéneres. Déjà vu!

A comunicação interna contribui para o clima organizacional, através das relações interpessoais com impacto nos níveis de produtividade. Déjà vu!

A comunicação interna facilita a integração dos novos colaboradores nas empresas. Déjà vu!

Falar sobre comunicação interna, está a tornar-se déjà vu.

É por isso que procuramos novas respostas para o que é demasiadamente óbvio.

É por isso que criamos planos de comunicação robustos e eficazes para dar resposta aos desafios da empresa e às expetativas dos colaboradores, com objetivos bem definidos, mensagens, timings e recursos.

É por isso que o Board está sempre comprometido com o diálogo franco e aberto com os colaboradores, na busca de resultados reais.

É por isso que medimos e avaliamos os resultados da comunicação interna, identificamos as ações corretivas, traçamos um plano de implementação e executamos, com o objetivo de melhorar a comunicação.

É por isso que os processos de recrutamento, programas de treino e desenvolvimento de carreira são comunicados de forma clara e transparente.

É por isso que a comunicação interna e externa se complementam, e são indissociáveis uma da outra.

É por isso que organizamos eventos corporativos com um propósito.

É por isso que usamos o gamification para otimizar o relacionamento e a comunicação entre os colaboradores, ensinando-os a partilhar ideias

É por isso que comunicamos os desafios e os obstáculos da empresa, e celebramos os nossos êxitos.

É por isso que criamos canais de comunicação que estão ao alcance de todos os colaboradores e que respondem de forma exata às suas necessidades.

É por isso que apostamos no desenvolvimento de competências em comunicação para a liderança, e em programas de formação que têm como objetivo melhor a comunicação entre pares.

É por isso que auscultamos os colaboradores com regularidade, sobre as práticas de comunicação e o que pensam sobre a organização.

É por isso que sabemos como a comunicação interna, pode melhorar o desempenho dos nossos colaboradores.

Nem sempre os resultados que alcançamos com a comunicação são os desejados, e por vezes somos confrontados com o “temos um problema de comunicação”. Déjà vu?

É por isso que não nos baseamos no empirismo, e na reprodução de outros modelos de sucesso relativo.

É por isso que andamos sempre à procura de novas respostas. O que é fantástico!

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*