Liderar para a mudança

Foi este o tema da apresentação de Paula Panarra, que, na XVII Conferência Human Resources, partilhou como a Microsoft está, ela própria, a fazer a mudança, para se tornar mais ágil, e não apenas a facilitar esse caminho para as outras empresas. E tudo começa na liderança. 

 

Reconhecendo que a democratização da tecnologia está a acelerar a mudança,  a directora-geral da Microsoft Portugal salientou que se trata apenas de um enabler, não suficiente para garantir agilidade nas organizações. E identificou quatro pilares fundamentais à transformação: capacitar os colaboradores, envolver os clientes, optimizar operações e transformar produtos.

Mas, antes de tudo isto, e como imprescindível para a transformação acontecer, Paula Panarra destacou a liderança, a gestão da mudança e a cultura. «A tecnologia sozinha e a estratégia no papel não funcionam sem mobilização e sem capacitação das pessoas», assegurou. «E tudo começa nas novas competências para a liderança», que enunciou: humildade intelectual, possibilidade de errar, self-leadership, agilidade e inovação e percepção da realidade. «Mais do que alterar a estratégia, é preciso mudar a cultura. E não basta dizer que se quer fazer». Em termos de princípios de liderança, salientou a importância de comunicar com clareza; de gerar energia, para inspirar optimismo e inovação; e de entregar sucesso.

Paula Panarra defendeu que, para fazer a diferença, é também fundamental haver um growth mindset, sendo ainda importante promover a diversidade e a inclusão. E identificar o propósito da empresa, usar a comunicação interna e externa para o transmitir e saber como operacionalizar a estratégia definida, sendo que há várias ferramentas  colaborativas que ajudam a organização a chegar de forma ágil aos objectivos.

Em termos de aprendizagens sobre a cultura, sublinhou três: fazer mudanças simbólicas, grande e pequenas: comunicar com consistência e mostrar a materialização da mudança, e humildade e perseverança, «porque mudar custa e demora tempo.»

Não perca a reportagem completa do evento na edição de  Maio da Human Resources.

 

A XVII Conferência Human Resources contou com o patrocínio das seguintes empresas: Delta Cafés, EDP, Fidelidade, Jaba Recordati, Microsoft, NOS, PLMJ Advogados, Randstad, Sonae MC e Ticket Serviços; e com os apoios de: Hospedeiras de Portugal, Inpressionante e Neurónio Criativo.

Veja também estas notícias.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players
Automonitor
Chevy Suburban: O primeiro carro com uma estrela em Hollywood