Os mestrados destas três escolas portuguesas estão entre os melhores do mundo. E há uma estreia

Portugal tem três escolas de negócios entre as melhores do mundo, no que diz respeito a mestrados, de acordo com o ranking global do jornal britânico “Financial Times” (FT) divulgado hoje, dia 15 de Junho.

 

Nova School of Business and Economics (Nova SBE) ocupa o 14.º lugar, tendo subido sete posições comparativamente com 2018.

Já a Católica Lisbon School of Business & Economics ocupa o 26.º lugar, tendo descido três lugares, em relação a 2018.

O ISEG Lisbon School of Economics and Management estreou-se no ranking e ocupa a posição 31.º. A tabela do Financial Times destaca o ISEG por proporcionar uma duplicação do salário (+94%) em três anos, algo só alcançado pela HEC Paris, que lidera o ranking.

De acordo com Clara Raposo, presidente do ISEG Lisbon School of Economics and Management, «este é um momento de celebração para todos os alumni, estudantes, professores e colaboradores do ISEG, uma escola que se faz de pensamento livre, inovador e plural, com profundas e genuínas preocupações sociais com o presente e o futuro».

E acrescenta, «é um reconhecimento internacional há muito esperado, dada a qualidade ímpar da nossa formação, e que só agora é possível devido à recente obtenção de uma acreditação internacional de referência. O nosso Conselho Consultivo, que conta com elementos globalmente muito conceituados pela sua visão do mundo e é liderado pelo empresário Gilberto Jordan, é mais um factor diferenciador», conclui.

Juntamente com o ISEG, mais cinco escolas integraram o ranking mundial FT de mestrados em Finanças pela primeira vez, a alemã WHU, o Trinity College Dublin, a Carlos III de Madrid e a holandesa Tilburg. Este ranking contempla 17 indicadores que avaliam a qualidade do mestrado e da escola em três principais dimensões, nomeadamente no progresso de carreira dos graduados, na diversidade da escola, e na investigação e experiência internacionais.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...