Os novos desafios da liderança

Num comentário aos resultados da XXVIII edição do Barómetro Human Resources, Alexandra Sequeira de Carvalho, directora de Recursos Humanos na Sport TV reconheceu que «a liderança não está a perder a sua importância, mas a enfrentar novos desafios e a expor-se a outros factores críticos para o sucesso».

 

«Atendendo à velocidade a que o mercado está a operar mudanças de hábitos, comportamentos e preferências, as empresas têm cada vez mais de pensar estrategicamente, de forma a antever novos impactos ao seu negócio. Mas este contexto de elevada volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade requer mais do que isso. Requer uma agilidade sem precedentes, com repercussões ao nível das competências críticas para a obtenção do sucesso e na própria forma de organização do trabalho. As organizações matriciais e, mais recentemente, as organizações por “squads” – ou seja, pequenos grupos multidisciplinares com objectivos específicos –, representam assim novos desafios para a liderança. Na minha perspectiva, a liderança não está a perder a sua importância, mas a enfrentar novos desafios e a expor-se a outros factores críticos para o sucesso. O líder é cada vez menos o expert na vertente de competências técnicas, e deverá ser cada vez mais um exímio amplificador da performance da sua equipa, estabelecendo objectivos claros, delegando eficazmente, responsabilizando pelos resultados e gerando feedfoward construtivo, totalmente focado no desenvolvimento e crescimento do colaborador. O líder do futuro – eventualmente, já do presente – não tem como objectivo essencial gerir actividades ou prioridades – algo que pode delegar na sua equipa. Tem uma visão a médio/longo prazo para cada colaborador, atribuindo-lhe desafios e apoiando a execução, fazendo a equipa crescer e, com isso, atingir e exceder os objectivos de negócio.»

 

Este testemunho foi publicado na edição de Dezembro da Human Resources, no âmbito do XXVIII edição do Barómetro.

pub


Comentários
A carregar...