People Talks. Pedro Caroço, Michael Page: «As empresas vão repensar as suas estruturas. Inevitavelmente vão perceber que há funções onde não serão precisas tantas pessoas.»

Pedro Borges Caroço, senior executive manager da Michael Page, é o convidado da People Talks desta semana. Em foco, o tema do recrutamento. Apesar de em alguns sectores a procura ter estagnado pelos constrangimentos trazidos pela pandemia, em tudo o que sejam funções mais ligadas a áreas tecnológicas, a procura aumentou, agudizando o problema da escassez de talento. Por outro lado, outras funções tornaram-se “excedentárias”, o que vai obrigar a uma necessário reajuste nas estruturas das empresas. Assista agora, às 14h30, nas plataformas da Human Resources (aqui ou no Linkedin ou Facebook).

 

«A pandemia, que entretanto já tem mais de um ano, mudou o mercado de recrutamento, e todos no geral. Mas o que sentimos foi a capacidade da maioria das empresas conseguirem manter a sua actividade», começou por destacar Pedro Borges Caroço, reconhecendo no entanto que houve, «um menor volume de recrutamento, pois alguns projectos que estavam planeados foram suspensos». E, ao contrário do que se podia esperava no fim de 2020, com a esperança da vacina, o início de 2021, com novo confinamento em Portugal, faz antever que os mercados se continuem a comportar de forma preventiva, «porque a incerteza ainda é muita. Nós estamos a começar a desconfinar, mas outros países da Europa estão a “voltar para casa”, e isso afecta-nos.»

A conversa foi conduzida por Ana Leonor Martins, directora de redacção da Human Resources Portugal.

People Talks é a nova rubrica vídeo da Human Resources, que dá destaque aos desafios e tendências na Gestão de Pessoas e também ao que de melhor se faz neste âmbito em Portugal.

Veja aqui a entrevista, na íntegra:

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...