Portugal é o segundo país do mundo onde os empregadores têm mais dificuldade em termos de contratação qualificada

De acordo com o estudo “Talents Shortage Survey 2022” realizado pela Manpower Group, 67% dos empregadores portugueses têm dificuldade em encontrar os candidatos com as competências necessárias e 18% sente dificuldade na contratação, o que revela um factor de escassez de talento de 85%. Este valor posiciona Portugal no segundo país do mundo, onde os empregadores têm mais dificuldade em termos de contratação qualificada.

 

Este valor posiciona Portugal acima da média global, que se encontra nos 75%, mas também como o segundo país do mundo onde os empregadores têm mais dificuldade na contratação, estando apenas abaixo de Taiwan (88%).A escassez de talento é sentida nos onze sectores analisados no estudo, sendo na Banca, Finanças, Seguros e Imobiliário que o valor é mais acentuado, com 88% dos empregadores a relatarem dificuldade em contratar as competências de que precisam.A este, segue-se o sector do Comércio Grossista e Retalhista, que engloba também as actividades logísticas, com 87%, bem como a Indústria e a Restauração e Hotelaria, ambos com um valor de 86%. A fechar o grupo de actividades com maiores desafios na aquisição de talento estão o sector das Tecnologias da Informação, Telecomunicações, Comunicação e Media e o sector da Construção, com 84% dos seus empregadores a relatarem a mesma dificuldade.A escassez de talento está presente em organizações de todas as dimensões. Ainda assim, é nas Grandes e Médias Empresas que esta tendência é mais sentida, com 89% e 86% dos empregadores, respectivamente, a revelarem dificuldades na contratação. Apesar de ligeiramente inferiores, as Pequenas e Microempresas seguem este movimento, ambas com 81% dos recrutadores a afirmarem o mesmo.

Também em todas as regiões de Portugal os empregadores têm dificuldade em preencherem as funções que têm em aberto. É, porém, na Grande Lisboa e Região Centro que esta realidade é mais acentuada, com 89% das empresas a relatar dificuldades em contratar, um pouco acima da Região Sul (86%) e mais distanciadas do Grande Porto e da Região Norte, ambas com 79%.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*