A empatia é fundamental para uma carreira de sucesso. Saiba como promovê-la

A inteligência colectiva fomenta a curiosidade, trazendo vontade de aprender, ampliando horizontes e fomentando a inovação nas empresas. Em tempos digitais, isto é algo precioso. Estes sete conselhos vão ajudá-lo/a a gerar empatia.

 

Para que se alcance o sucesso, é preciso estabelecer uma comunicação sem choques, abrindo a visão para o todo, de “peito aberto” para a troca de conhecimentos. Com isso, como refere “Time CI&T”, consegue-se com empatia.

A capacidade de cada profissional se colocar no lugar de outra pessoa e observar o mundo com os olhos dela é parte fundamental para criar uma colaboração verdadeira.

Mas esta é uma prática que não pode ser imposta. Individualmente, cada colaborador tem um importante papel de protagonismo para desenvolver essa mentalidade, construindo um ambiente que estimule a empatia. Abrir-se para diferentes pontos de vista, unir as suas próprias competências com a de profissionais de outras áreas em prol de um objectivo comum propicia uma comunicação mais transparente, a resolução de conflitos e a chegada a consensos nas tomadas de decisão de uma forma mais rápida.

A capacidade para ajudar na tomada de decisão conjuntas é fundamental também do ponto de vista das necessidades de cada aspecto do trabalho. A empatia entra, aqui, como um facilitador. Tendo um foco comum, um objectivo claro e uma comunicação empática e efectiva, as equipas são capazes de alcançar melhores resultados.

Como gerar empatia?

  • Respeite as pessoas – O respeito deve ser a base de qualquer interacção, sendo que se propõe a eliminação de julgamentos e da culpabilização, em prol da adopção de uma postura gentil e a abertura para ouvir
  • Diga a verdade – Ser transparente, colocar sinceridade nas comunicações e resolver os problemas sempre com o apoio de factos e dados, principalmente num ambiente digital, é fundamental
  • Pense e actue com segurança – Seja prudente nas acções e muna-se de todos os factos que sirvam de suporte às decisões
  • Pergunte e questione – O processo rumo à empatia é de melhoria contínua, pelo que perguntar o porquê e procurar as causas dos problemas e dos conflitos ajuda a eliminá-los de uma forma definitiva
  • Experimente – Tente sempre algo novo, pois só se aprende fazendo e só se inova experimentando. Numa cultura de empresa que tem como premissa o trabalho em equipa e a autonomia dos colaboradores, é fundamental desenvolver um mindset de troca de ideias e experimentação
  • Participe de forma activa – Celebrar os sucessos e partilhar experiências e lições aprendidas com fracassos é imprescindível. Dividir méritos e responsabilidades, ter abertura para receber e dar feedback traz coesão e confiança
  • Pratique uma comunicação constante – Trocas de informação diárias e semanais dentro das equipas ajudam no alinhamento, na coesão e na união das colaboradores

Tenha a empatia como premissa essencial da sua carreira de modo a contribuir para a construção de ambientes mais colaborativos, reforçando a inteligência colectiva.

Se é líder, ajude os colaboradores a desenvolver a empatia, revendo práticas e processos e ampliando acções que promovam a comunicação e a aceitação das diferenças, estimulando sempre a construção de relações positivas.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*