Adivinha o que faz um colaborador manter-se no seu emprego? Tudo se resume a uma palavra

Num cenário de pós-pandemia, com novas formas de trabalho e pouco envolvimento dos profissionais com as empresas, a cultura é uma poderosa estratégia de retenção. É provável que continuaremos a observar tendências como a “demissão silenciosa” nos próximos anos. Por isso, o que pretendem os colaboradores dos seus líderes?

 

Segundo a Inc., num estudo publicado na Harvard Business Review, que envolveu mais de 20 mil colaboradores à escala global, tudo se pode resumir a uma palavra: respeito.

O estudo baseou-se num inquérito para determinar como a “employee experience” varia em categorias como confiança e segurança, nível de felicidade e satisfação, e significado e relevância. Os resultados indicam o comportamento de liderança que mais efeito tem nos colaboradores é o respeito.

Segundo os autores do estudo, ser tratado com respeito é mais importante para os trabalhadores do que reconhecimento, obter feedback, e até oportunidade de desenvolvimento profissional. Colaboradores que relataram ser respeitados pelos seus líderes partilharam resultados positivos como:

  • 56% melhor saúde e bem-estar
  • 55% maior envolvimento no trabalho
  • 1.72 vezes mais confiança e segurança
  • 89% maior felicidade e satisfação nos seus empregos
  • 92% maior foco e priorização
  • 1.26 vezes maior significância e relevância no seu trabalho
  • 1.1 vezes maior probabilidade de se manter na organização do que os demais

Por outro lado, o estudo descobriu que mais de metade dos colaboradores (54%) revelou não ser normalmente respeitado pelos líderes, com o consequente menor envolvimento, maior absentismo, e menor foco e produtividade no trabalho – todos factores, resultantes de comportamentos desrespeitosos, com elevados custos.

Analisando a origem desta ausência de respeito, os investigadores concluíram que a grande maioria vem da falta de consciência. As pessoas simplesmente não se apercebem de como os seus comportamentos pouco civilizados afectam os outros.

Para quebrar esta corrente e aumentar essa consciência, este processo de três passos ajudará os líderes a inverter essa tendência:

Descubra os blind spots. Pergunte a colegas de confiança o que acham da forma como trata as outras pessoas. Ouça atentamente e pense em quê e como pode melhor.

Arranje um coach. Estes profissionais podem “desenterrar” algumas das suposições subjacentes, experiências e qualidades pessoais que tornam uma pessoa mais propensa a comportamentos pouco correctos.

Use o método “feedforward” para melhorar. Popularizado por Marshall Goldsmith, este método pode ajudá-lo a recolher informação, sugestões e ideias para colocar o plano em acção. Depois avance firme nesse compromisso de mudar.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.