Está a pagar muito de água? A culpa pode ser do município onde vive. Veja aqui (a disparidade é grande)

Numa factura mensal, além do custo da água, é também cobrado o serviço de saneamento e resíduos sólidos urbanos. De acordo com a Deco Proteste, considerando a totalidade da factura, verifica-se que o valor mais elevado corresponde a 480,21 euros em Vila do Conde e o mais baixo de 88,20 euros em Vila Nova de Foz Côa.

 

A disparidade de preços é notória nos vários serviços, sendo que a grande diferença do serviço de abastecimento de água para consumos anuais de 120 metros cúbicos de água encontra-se entre Vila do Conde (250,02 euros) e Terras do Bouro (46,50 euros).

Além do valor do custo da água, na factura mensal também é cobrado o serviço de saneamento. Aqui, o valor mais elevado corresponde a 186,89 euros em Póvoa de Lanhoso (Braga). Em três municípios do continente ainda não é cobrada a tarifa de saneamento.

As discrepâncias entre municípios dependem de vários factores, como cláusulas contratuais entre as câmaras municipais e as concessionárias, o diferencial de custos e a comparticipação dos municípios na tarifa aplicada ao consumidor doméstico.

Confira o top 5 dos municípios com facturas da água mais elevadas e mais baixas:

«A maioria das entidades responsáveis pelos serviços de água ou de saneamento não estão a reabilitar as condutas de água ou os colectores (vulgarmente esgotos) há décadas, necessitando de elevados investimentos. Estes custos não devem ser suportados na íntegra pelo consumidor. No entanto, os custos resultantes das ineficiências dos sistemas, como as perdas de água ou avarias, não devem ser cobrados ao consumidor», lê-se em comunicado da Deco Proteste.

Se quer conhecer os preços dos vários serviços cobrados na factura da água, no município onde habita e as regiões vizinhas, a Deco Proteste disponibiliza um comparador que permite ver as diferenças de tarifários entre concelhos.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.