Exercício e produtividade: os dois lados da mesma moeda

Dizem os estudos que as pessoas bem-sucedidas fazem do exercício físico uma rotina matinal: acordam cedo todas as manhãs para correr, ir ao ginásio ou jogar ténis e são cada vez mais recorrentes as ligações directas entre a actividade física e a produtividade.

 

O site “The Next Web” enumera seis razões devido às quais as pessoas que fazem exercício são mais produtivas:

  • O exercício físico mantém a concentração – de acordo com a investigação da Universidade de Bristol as pessoas que se exercitam têm um melhor desempenho no trabalho, sendo mais organizado, gerindo melhor o tempo e o próprio raciocínio.
  • Melhora a energia – boa disposição e energia são duas das melhores consequências da prática de exercício físico, diz um estudo da Universidade da Geórgia, que percebeu que as pessoas mais activas (e que praticam exercícios ou modalidades mais intensas) são as que apresentam melhores níveis de energia.
  • Potencia a actividade cerebral – existe uma relação entre a aptidão física, a função cognitiva e a redução dos níveis de stress no trabalho, sendo que é a actividade física a responsável pela melhor actividade cerebral e pela redução dos níveis de tensão e ansiedade durante a execução de tarefas.
  • Aumenta a criatividade – não é preciso correr ou levantar pesos para ter ideias, uma simples caminhada ao ar livre (de preferência junto a espaços verdes) ajuda a elevar os níveis de criatividade, afirma um estudo publicado no Journal of Experimental Psychology, como refere o “The Next Web”.
  • Favorece o equilíbrio entre vida pessoal e laboral – uma investigação publicada na Havard Business Review indica que as pessoas que mantêm uma prática regular de actividade física sentem menos dificuldade em separar a vida pessoal da laboral, não levando as questões do trabalho para casa e vice-versa.
  • Ajuda a estar em ambientes desconfortantes – com uma vida atarefada a actividade física é vista como um luxo e pode mesmo deixar as pessoas desconfortáveis. Contudo, diz a Havard Business Review , manter esta rotina ajuda a aceitar outros ambientes desconfortáveis e a sair da zona de conforto.

 



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*