Poderão as organizações ser bem-sucedidas na era da disrupção tecnológica?

A Accenture lançou o livro “Pivot to the Future: Discovering Value and Creating Growth in a Disrupted World”. Na obra defende-se que a emergência de novas tecnologias, como a inteligência artificial, a realidade virtual e aumentada, o 5G e a computação quântica, requer que os negócios continuem a reinventar-se através de novas estratégias de gestão e de alocação de capital.

Da autoria de Omar Abbosh, group chief executive da área de Comunicações, Media & Tecnologia e anterior chief strategy officer na Accenture; Paul Nunes, global managing director da Accenture Research; e Larry Downes, senior fellow da Accenture Research e autor de vários best-sellers, o livro tem como base um estudo da Accenture realizado a milhares de empresas de 30 sectores de actividade, a sua própria experiência de reinvenção enquanto organização líder global e a visão de mercado, fruto do trabalho que desenvolve com os seus clientes.

“Pivot to the Future” oferece abordagens práticas para ajudar os líderes de negócio a tomar decisões estratégicas que permitam desbloquear milhões de euros no negócio core das empresas para serem aplicados na inovação disruptiva que poderá trazer melhores resultados no futuro.

Com mais de 100 case studies que mostram como as empresas estão a reinventar-se através de uma série de mudanças estratégicas, o enquadramento prático do livro revela como as organizações podem tirar o máximo partido dos seus negócios core através de investimentos estratégicos em novas tecnologias. O livro defende que as empresas podem potenciar o seu futuro se adoptarem uma mentalidade de start-up, escalando os seus negócios à medida que as novas tecnologias e os mercados emergem.

O prefácio foi escrito por Pierre Nanterme, antigo chairman e CEO da Accenture.

Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Trotinetes hive chegam à app Free Now
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift