Sabe o que determina o sucesso da sua empresa?

O sucesso das empresas está directamente relacionado com a sua capacidade de atrair e reter os melhores talentos. O poder da marca ou a decisão do consumidor serão critério suficiente para uma escolha laboral?

 

A integração numa empresa tem por base um conjunto de escolhas, o salário é o principal critério mas não é o único, outros factores que ultrapassam o próprio conhecimento da marca têm impacto na atracção de talentos. O próprio sector de actividade em que a empresa opera pode ou não fazer com que este tenha maior atractividade. Qual o papel das empresas e como estas podem aumentar o seu employer branding?

Muito embora o salário seja o principal motivo, não é o único. Consoante o target laboral existem outros factores que são tidos em conta e que são críticos para conseguir atrair as melhores pessoas. A empresa, mesmo que opere em sectores menos atractivos, não deve desistir de encontrar talentos e deve procurar parceiros adequados para aumentar o seu employer branding. Um trabalho que deve começar de dentro para fora e focado numa proposta de valor para os seus colaboradores. Uma proposta que deve ter na sua base elementos que são valorizados pelas pessoas e não apenas pelas organizações.

Mas não basta atrair, é preciso manter e compreender o que leva os talentos a ficar e a desenvolver as suas capacidades dentro das organizações. Uma vez mais, o salário não deve ser visto como o único motor para esta ligação. As pessoas são relacionais, pelo que procuram a conciliação profissional, o ambiente de trabalho, o desafio e a valorização profissional.

Porque as empresas são pessoas e porque o valor acrescentado dos nossos produtos passa sempre pela entrega e qualidade das nossas pessoas, o employer branding não deve ser algo exclusivo dos recursos humanos, deve ser trabalhado pelo marketing e em conjunto com as equipas, para que a percepção comece de dentro para fora, para que a proposta de valor dos recursos humanos seja uma proposta de valor associada à marca e sentida pelas pessoas exteriores à marca, para que a percepção de great place to work seja mais do que uma capa de revista e uma vontade de ter a marca num percurso profissional, porque só a marca é um atestado de competências.

Numa realidade de missmatch, de dificuldade de atrair talentos, o employer branding nunca foi tão crítico para chegar aos melhores talentos e torná-los parte integrante de um todo, felizes e motores de um projecto de sucesso que é a nossa empresa.

Ler Mais
pub


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*