Upskilling digital: Uma ferramenta-chave para o sucesso

A velocidade da mudança tecnológica requer um esforço global urgente de adaptação de competências digitais. Com esta premissa em mente, a L’Óreal Portugal desenvolveu a segunda vaga de upskilling digital.

 

Enquanto a primeira fase do plano teve como objectivo fazer o upskilling digital às equipas de Marketing, através de um programa contínuo de formações sobre os diversos temas digitais – websites, publicidade digital, CRM [Customer Relationship Management], influenciadores, ferramentas digitais e outros tópicos dentro da área –, pretende-se com a segunda vaga também aumentar os conhecimentos digitais de outras populações da L’Oréal nas diversas áreas, mas com maior foco no e-commerce.

Assim sendo, esta segunda vaga não se restringe apenas à população do Marketing, alargando-se a outros departamentos: Comercial, Financeiro, Logístico, Trade Marketing, Comunicação e comité executivo.

Começando por abordar a tendência do e-Commerce – que, não sendo novidade, tem sido fortemente potenciado pela pandemia – e a forma como é encarado na L’Oréal Portugal, Mónica Serrano, chief Marketing officer do grupo, salienta que «o e-commerce já faz parte do frame digital da L’Oréal há vários anos, mas hoje é uma clara prioridade, não só no frame digital, mas também no frame do negócio». Continua, fazendo notar: «Este aumento do seu peso no negócio e da sua importância, não só na L’Oréal, mas um pouco por todos os sectores, levou a que tivéssemos de alterar e melhorar alguns aspectos: fizemos reestruturações das nossas equipas, desenvolvemos novas parcerias e aproximámo-nos ainda mais dos nossos parceiros actuais, transitámos parte dos nossos media para formatos de publicidade focados na conversão online e, entre outros, desenvolvemos um plano de Upskilling Digital baseado no e-commerce.»

Desta forma, a responsável conclui, afirmando que, «hoje, a L’Oréal precisa que todas as populações desenvolvam conhecimentos sobre o e-commerce: a equipa comercial vai cada vez mais negociar com parceiros que vendem exclusivamente online; a equipa financeira começa a aprofundar as análises específicas para o comércio electrónico; a equipa logística atribui mais e mais importância aos tempos de entrega; e por aí diante.» Consequentemente, é necessário garantir que os diferentes departamentos falem todos a mesma  linguagem no que diz respeito aos pontos principais do e-commerce: aquisição de tráfego, gestão de stocks, conteúdo das páginas, data, ferramentas de análise e construção de e-joint business plans.

 

Programa Upskilling Digital
Generalizando para o tema do upskilling digital e a forma como é levado a cabo na L’Oréal, Pedro Marcelino, Digital & e-commerce manager e responsável pelo programa que o promove, salienta que o upskilling não se limita às formações que estão marcadas no calendário: «apesar de termos sessões específicas de upskilling digital, costumamos dizer que a formação é feita de forma contínua 365 dias por ano. Temos cada vez mais pessoas dedicadas a 100% ao digital e ao e-commerce dentro da L’Oréal, preparadas para o upskilling diário das nossas equipas. Este upskilling ocorre no dia-a-dia, através do esclarecimento de dúvidas pontuais, reuniões ou apresentações.»

Perante o actual contexto de pandemia causada pelo novo coronavírus, Pedro Marcelino reconhece que trouxe desafios, mas também oportunidades. Começando por abordar os desafios, o responsável partilha que se viram obrigados a transitar para um mundo de formações digitais através de plataformas de videoconferência como o MS Teams, numa fase em que tinham os seus públicos habituados a sessões presenciais bastante interactivas. «Houve uma certa dificuldade no início para nos adaptarmos a esta nova realidade, porque perdemos vários elementos chave numa formação: o orador deixa de conseguir ver as pessoas e suas reacções, por exemplo. Perde-se a comunicação através de gestos e o debate entre várias pessoas torna-se – ainda – mais difícil de gerir.»

Contudo, também existem oportunidades que os meios de comunicação online trazem e que permitem combater as dificuldades sentidas, permitindo explorar outras possibilidades. Pedro Marcelino enumera algumas: “Deixámos de ter uma limitação física no limite de pessoas a assistir às formações, o que nos permitiu alargar a audiência das sessões; o chat do MS Teams possibilita ter uma equipa de moderadores a responder às questões escritas que os participantes fazem; conseguimos gravar a sessão de forma a partilhar com as pessoas que não puderam estar presentes; e conseguimos ter também diversos oradores e participantes a partir de zonas diferentes do País, sem a necessidade de deslocação física, o que facilita a inclusão de diferentes oradores, principalmente nos externos.»

Mónica Serrano não tem dúvidas da importância do upskilling digital para o sucesso da L’Oréal. Destacando que a empresa «acredita numa relação entre marcas e consumidores cada vez mais omnicanal, onde o offline e o online se fundem numa experiência sem fronteiras», a CMO reitera: «Olhamo para o upskilling digital como uma ferramenta-chave para o sucesso da nossa empresa, visto que precisamos de conseguir trabalhar as diferentes áreas de forma holística.»

 

Este artigo faz parte do Especial “Formação”, publicado na edição de Setembro (n.º 117) da Human Resources.

Ler Mais
pub


Comentários
A carregar...