Conselho Editorial: O regresso às pessoas

Neste almoço do Conselho Executivo da Human Resources começou por fazer-se um balanço da 18.ª edição da nossa Conferência. «A melhor de sempre», foi a expressão mais ouvida pelos conselheiros. Tendo sido o tema o “Propósito”, os especialistas acreditam que a tamanha receptividade ficou a dever-se não só a um painel de oradores de luxo, mas também e sobretudo ao tema, que denota que, depois do foco no digital, as organizações começam a perceber que a chave está na human centricity. Até porque a “guerra” não se faz pela tecnologia, pois essa, mais ou menos desenvolvida, mais ou menos de ponta, está acessível a todos, não se verificando o mesmo em relação às pessoas. É inegável a escassez de talento e conseguir os melhores já não depende (só) de ter muito dinheiro para oferecer.

O balanço da Conferência serviu de mote para pensar em novos temas e novos protagonistas, pretendendo a Human Resources continuar a contribuir, cada vez mais, para enriquecer o ecossistema da Gestão de Pessoas em Portugal. Com esse propósito, prevê-se uma agenda cheia para 2020.

Os conselheiros presentes foram: Ana Porfírio (Jaba Recordati), Anabela Silva (BP), Nuno Troni (Randstad), Pedro Fontes Falcão (INDEG-ISCTE), Pedro Ramos (TAP Air Portugal), Pedro Raposo (Banco de Portugal), Pedro Ribeiro (Super Bock Group) e Sofia Castro (Sonae MC).

Artigo publicado na Revista Human Resources n.º 108 de Dezembro de 2019.

pub


Comentários
A carregar...