Inserção profissional como prioridade

Cada vez mais valorizado, o voluntariado empresarial desenvolve-se em diferentes âmbitos. A EPIS – Empresários pela Inclusão Social tem vindo a desenvolver acções em contexto escolar.

 

Por Sandra M. Pinto

 

A EPIS é responsável pelo maior programa de envolvimento da sociedade civil na promoção da inclusão social de jovens, através do sucesso escolar e da inserção profissional. «Permitiu que, desde 2007, cerca de 65 mil alunos, do 1.º ano de escolaridade ao ensino secundário, fossem analisados relativamente ao seu perfil de risco de insucesso escolar e que cerca de 30 mil alunos fossem acompanhados em todo o País e vissem aumentar o seu sucesso escolar», refere Diogo Simões Pereira, director-geral da EPIS. É a única organização em Portugal com metodologias próprias de promoção do sucesso escolar a abranger idades dos seis aos 18 anos, com plataformas informáticas que asseguram escalabilidade nacional e um modelo de expansão sustentável economicamente em parceria com o Ministério da Educação, Governos Regionais, autarquias e empresas.

A relação da associação com as empresas que a integram desenvolve-se de duas formas, uma institucional e outra operacional. «Na primeira, as empresas participam nos diversos órgãos sociais e participam no governo da Associação, enquanto, na segunda, as empresas e seus quadros de voluntários envolvem-se em iniciativas diversas ligadas aos distintos programas que a associação desenvolve», revela o responsável.

De referir que a associação EPIS foi criada em 2006, por um grupo de mais de 100 empresários e gestores de Portugal, em resposta à convocatória que o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, colocou à sociedade civil em 25 de Abril desse ano, tendo em vista um maior apoio do Estado nos desafios da inclusão social em Portugal. E desde 2016 conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. Actualmente, trabalha em parceria estreita com o Ministério da Educação, os Governos Regionais e autarquias de todo o País. «Com todas estas instituições, a EPIS desenvolve os seus programas de promoção do sucesso escolar no 1.º, 2.º e 3.º Ciclo e Secundário, com modelos variados de implementação das metodologias, partilha de recursos humanos, formação e acompanhamento de técnicos nas escolas, e monitorização da actividade e dos resultados», esclarece Diogo Simões Pereira.

 

Leia o artigo na íntegra na edição de Setembro da Human Resources, nas bancas.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players
Automonitor
Chevy Suburban: O primeiro carro com uma estrela em Hollywood