84% dos profissionais de RH pensa em mudar de emprego

Conferência Investigação e Intervenção em Recursos HumanosAssim o revela o “Guia do Mercado Laboral 2014” da Hays, num estudo que aponta também para uma maior profissionalização da área. Conheça as restantes conclusões.

Uma grande parte dos profissionais da área dos Recursos Humanos está disposto a mudar de emprego em 2014, com 84% dos colaboradores inquiridos a pensar fazê-lo. Esta é a terceira percentagem mais alta de todas as áreas em estudo, apenas atrás das Engenharias, com 85%, e de Marketing e Vendas, com 86%. São conclusões do “Guia do Mercado Laboral 2014” da consultora Hays, no capítulo relativo às tendências para a área de Gestão de Pessoas.

Uma das causas possíveis para esta vontade de mudança estará nos salários: 60% revelam não ter negociado o pacote salarial actual, 24% foram aumentados e apenas 7% foram promovidos em 2013. O estudo ainda avança que 67% dos profissionais de Gestão de Pessoas recomendariam o empregador actual.

Os resultados do inquérito relativamente à vontade de emigração são também relevantes na análise de uma eventual insatisfação dos profissionais de RH: 80% destes mostraram estar disponíveis para trabalhar no estrangeiro, com destaque para Europa como destino preferencial, com 75%, seguida da América do Sul, com 38%, da América do Norte, com 37% e da Ásia, com 22%.

Uma maior profissionalização

As empresas portuguesas estão a deixar de encarar os departamentos de Recursos Humanos como meros responsáveis por tarefas administrativas e a promover uma maior profissionalização da área – resultando numa maior procura por profissionais de Gestão de Pessoas para levar a cabo esta tarefa de renovação.

Apesar de realçarem que «o mercado português não tem atribuído à área de Recursos Humanos o peso estratégico que este tipo de perfis merece», os consultores da Hays assinalam que «o paradigma começa a alterar-se», já que «são cada vez mais as empresas que optam por profissionalizar os seus departamentos, reconhecendo a importância dos perfis de Recursos Humanos, Desenvolvimento e Payroll para a sua estratégia a médio e longo prazo.»

Neste esforço de profissionalização, são necessários colaboradores especializados para a missão de renovar os departamentos de RH. E, segundo a Hays, um dos perfis mais procurados é o de especialista de Payroll, um interesse que se deve às «contínuas mudanças na legislação laboral portuguesa e nos esquemas de impostos, aliados à abertura de diversos Shared Services ibéricos em Portugal.»

A par deste tipo de perfil, «muitos empregadores quiseram recrutar profissionais aptos a desempenhar a generalidade das funções de RH, desde processamento salarial, até recrutamento e desenvolvimento organizacional, o que contribuiu para uma maior procura por Técnicos de Recursos Humanos», salientam.

O Guia do Mercado Laboral tem como base entrevistas e reuniões realizadas pela Hays, para além de inquéritos efectuados junto de cerca de 4000 profissionais qualificados e de mais de 800 empregadores.

Conclusões do Guia do Mercado Laboral 2014 da Hays:

«- 58% das empresas consideram contratar mais colaboradores em 2014, o valor mais alto desde o ano 2009. Os perfis mais procurados serão os Comerciais, de Engenharia e de TI.

83% dos profissionais consideram mudar de emprego este ano, em busca sobretudo de progressão profissional e de um salário mais atractivo.

80% afirmam ter disponibilidade para sair do país.

– Profissionais de Marketing e Vendas, Engenharia e Recursos Humanos são os mais interessados em mudar de emprego.

Profissionais de RH, Banca/Seguros e Engenharia são os mais insatisfeitos com o salário.

53% dos profissionais não negociaram o seu pacote salarial actual.

70% dos profissionais não foram aumentados ou promovidos em 2013.

37% dos profissionais no desemprego afirmam já ter recusado uma oferta de emprego.»

Ler Mais
Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*

MULTIPUBLICAÇÕES

[vc_multibar_post nc_mp_bar_revive=”JTBBJTNDc2NyaXB0JTIwdHlwZSUzRCUyN3RleHQlMkZqYXZhc2NyaXB0JTI3JTNFJTNDJTIxLS0lMkYlMkYlM0MlMjElNUJDREFUQSU1QiUwQSUyMCUyMCUyMHZhciUyMG0zX3UlMjAlM0QlMjAlMjhsb2NhdGlvbi5wcm90b2NvbCUzRCUzRCUyN2h0dHBzJTNBJTI3JTNGJTI3aHR0cHMlM0ElMkYlMkZtdWx0aXB1YmxpY2Fjb2VzLWFkcy5jb20lMkZ3d3clMkZkZWxpdmVyeSUyRmFqcy5waHAlMjclM0ElMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZhanMucGhwJTI3JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwdmFyJTIwbTNfciUyMCUzRCUyME1hdGguZmxvb3IlMjhNYXRoLnJhbmRvbSUyOCUyOSUyQTk5OTk5OTk5OTk5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjglMjFkb2N1bWVudC5NQVhfdXNlZCUyOSUyMGRvY3VtZW50Lk1BWF91c2VkJTIwJTNEJTIwJTI3JTJDJTI3JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlM0NzY3IlMjIlMkIlMjJpcHQlMjB0eXBlJTNEJTI3dGV4dCUyRmphdmFzY3JpcHQlMjclMjBzcmMlM0QlMjclMjIlMkJtM191JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlM0Z6b25laWQlM0QxMDIlMjIlMjklM0IlMEElMjAlMjAlMjBkb2N1bWVudC53cml0ZSUyMCUyOCUyNyUyNmFtcCUzQmNiJTNEJTI3JTIwJTJCJTIwbTNfciUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGlmJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuTUFYX3VzZWQlMjAlMjElM0QlMjAlMjclMkMlMjclMjklMjBkb2N1bWVudC53cml0ZSUyMCUyOCUyMiUyNmFtcCUzQmV4Y2x1ZGUlM0QlMjIlMjAlMkIlMjBkb2N1bWVudC5NQVhfdXNlZCUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuY2hhcnNldCUyMCUzRiUyMCUyNyUyNmFtcCUzQmNoYXJzZXQlM0QlMjclMkJkb2N1bWVudC5jaGFyc2V0JTIwJTNBJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQuY2hhcmFjdGVyU2V0JTIwJTNGJTIwJTI3JTI2YW1wJTNCY2hhcnNldCUzRCUyNyUyQmRvY3VtZW50LmNoYXJhY3RlclNldCUyMCUzQSUyMCUyNyUyNyUyOSUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4JTIyJTI2YW1wJTNCbG9jJTNEJTIyJTIwJTJCJTIwZXNjYXBlJTI4d2luZG93LmxvY2F0aW9uJTI5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjhkb2N1bWVudC5yZWZlcnJlciUyOSUyMGRvY3VtZW50LndyaXRlJTIwJTI4JTIyJTI2YW1wJTNCcmVmZXJlciUzRCUyMiUyMCUyQiUyMGVzY2FwZSUyOGRvY3VtZW50LnJlZmVycmVyJTI5JTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwaWYlMjAlMjhkb2N1bWVudC5jb250ZXh0JTI5JTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjZjb250ZXh0JTNEJTIyJTIwJTJCJTIwZXNjYXBlJTI4ZG9jdW1lbnQuY29udGV4dCUyOSUyOSUzQiUwQSUyMCUyMCUyMGlmJTIwJTI4ZG9jdW1lbnQubW1tX2ZvJTI5JTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjZhbXAlM0JtbW1fZm8lM0QxJTIyJTI5JTNCJTBBJTIwJTIwJTIwZG9jdW1lbnQud3JpdGUlMjAlMjglMjIlMjclM0UlM0MlNUMlMkZzY3IlMjIlMkIlMjJpcHQlM0UlMjIlMjklM0IlMEElMkYlMkYlNUQlNUQlM0UtLSUzRSUzQyUyRnNjcmlwdCUzRSUzQ25vc2NyaXB0JTNFJTNDYSUyMGhyZWYlM0QlMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZjay5waHAlM0ZuJTNEYTgzYzMyNTUlMjZhbXAlM0JjYiUzRElOU0VSVF9SQU5ET01fTlVNQkVSX0hFUkUlMjclMjB0YXJnZXQlM0QlMjdfYmxhbmslMjclM0UlM0NpbWclMjBzcmMlM0QlMjdodHRwJTNBJTJGJTJGbXVsdGlwdWJsaWNhY29lcy1hZHMuY29tJTJGd3d3JTJGZGVsaXZlcnklMkZhdncucGhwJTNGem9uZWlkJTNEMTAyJTI2YW1wJTNCY2IlM0RJTlNFUlRfUkFORE9NX05VTUJFUl9IRVJFJTI2YW1wJTNCbiUzRGE4M2MzMjU1JTI3JTIwYm9yZGVyJTNEJTI3MCUyNyUyMGFsdCUzRCUyNyUyNyUyMCUyRiUzRSUzQyUyRmElM0UlM0MlMkZub3NjcmlwdCUzRSUwQQ==”]