Que perfis serão prioritários em 2019?

O Guia do Mercado Laboral 2019, estudo global anual de tendências de emprego e recrutamento, da consultora Hays, confirma o que já todos suspeitávamos. E a falta destes perfis, associado à constante procura por parte dos empregadores e à entrada de empresas internacionais com uma oferta salarial acima da média, continuarão a acentuar pressão salarial no sector.

 

O mercado das Tecnologias da Informação (TI) está cada vez mais dinâmico e irá continuar a acelerar em 2019, tanto no volume de contratações, como nas tendências e preferências de recrutamento.

De acordo com o estudo da Hays, à semelhança de outros anos, os perfis mais procurados serão project managers, comerciais ERP, business analytics, Outsystems developers Java/.NET, Mobile developers, Machine Learning engineers, Python developer/Data scientist e os perfis relacionados com Business Intelligence.

Victor Pessanha, manager de Engineering, Logistics & IT da Hays Portugal, faz notar que «estamos perante um mercado com uma elevada pressão salarial, em que é o candidato que dita as regras. Isto confirma-se quando 68% dos profissionais desta área afirmam que recusaram ofertas de emprego», revela.

 

Os mais procurados e os mais difíceis de encontrar
Em relação aos perfis mais procurados, o estudo revela que a função de auditor TI foi um dos perfis mais procurados. Os automation testers também foram bastante solicitados, para optimizar o tempo e a proximidade entre as equipas de desenvolvimento. Por consequência, com o aumento do volume de projectos existentes, tornou-se cada vez mais necessário contratar project managers, para serem o ponto de contacto entre o cliente e assumirem o risco.

Quanto aos perfis mais difíceis de encontrar, o Guia do Mercado Laboral revela que são os comerciais ERP, Ffront-end developers, developer.NET e Middleware Aplicacional Oracle.

 

O que privilegiam?
O que mais atrai estes perfis, de acordo com o estudo (sendo que 87% dos inquiridos eram do sexo masculino) é a oferta salarial (86%), o bom ambiente de trabalho (78%), o plano de carreira (62%), a qualidade de projetos (57%) e  a cultura empresarial (57%).

Quanto os benefícios mais desejados para aceitarem uma oferta de trabalho, apontam como as cinco principais o seguro de saúde (80%), a formação/certificações (72%), a flexibilidade de horários (70%), a flexibilidade de trabalhar a partir de casa (59%) e ter automóvel (47%).


Veja também estas notícias.

 

Ler Mais
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Trotinetes hive chegam à app Free Now
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift