Mars Iberia: Trabalhar numa empresa como se fosse sua

Associados. É assim que, na Mars, são referidos os colaboradores. Porque a partir do momento em que um novo talento integra o “universo Mars”, torna-se «responsável pelo negócio, como se fosse seu. É uma forma de confiar e reconhecer o papel das pessoas na estrutura da empresa.»

Gerir cada pessoa como única

Perante uma pandemia que veio realçar a importância dos gestores de pessoas, Isabel Heitor acredita que se destacam duas evidências: que é cada vez mais importante o foco no indivíduo, respondendo às necessidades de cada um, “à medida”; e que há muitos líderes que não estão preparados para a…

O grande lockdown, visto de perto do epicentro

CEO da L’ Oréal Tailândia, Laos, Cambodja & Myanmar, Inês Caldeira partilha não só os principais desafios do actual momento, mas também de uma carreira internacional, que acabou por se tornar «um modo de vida».

Liderar pelo exemplo: a constante que não pode variar

Marta Carvalho Araújo acredita que um dos principais desafios da liderança de qualquer empresa passa, actualmente, pela capacidade de gestão da constante e rápida mudança. No meio dessa instabilidade, «o papel dos líderes passa muito por ancorar as suas equipas».

Tony Li, Huawei: O capital mais valioso

«Fazer crescer o capital humano é mais importante do que fazer crescer o capital financeiro. Essa visão ajuda-nos a criar valor a longo prazo.» Quem o afirma é Tony Li, CEO da Huawei Portugal, que não tem dúvidas de que o recurso mais valioso da empresa «são os cérebros dos colaboradores».