Modernizar, adaptar, comunicar e ouvir

Foi convidado para liderar a privatização dos CTT e não virou costas ao desafio. Francisco de Lacerda tem apostado na modernização e na incorporação das novas tendências na actividade da organização, assumindo a gestão de pessoas como factor crítico de sucesso.

 

Por Ana Leonor Martins

Em Maio deste ano, Francisco de Lacerda, presidente e chief executive officer (CEO) dos CTT, foi distinguido como “Personalidade do Ano” nos Prémios Human Resources 2015, que distingue um líder que se tenha destacado na Gestão de Pessoas, e em Julho, pelo segundo ano consecutivo, ganhou o prémio de “Melhor CEO” das empresas portuguesas no IRG (Investor Relations and Governance) Awards, organizado pela Delloite, que premeia as boas práticas e o desempenho das empresas e dos gestores para o desenvolvimento da Economia.

Este reconhecimento é o resultado do trabalho que tem desenvolvido desde Agosto de 2012, data em que assumiu a presidência dos CTT, tendo liderado a privatização da até então empresa pública.

Já em Março deste ano lançou o Banco CTT. E antes tinha promovido um restyling da marca, que está prestes a completar 500 anos.

Em entrevista inédita, falou-nos destes desafios.

Leia na íntegra na edição de Outubro Human Resources.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

MULTIPUBLICAÇÕES

Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players
Automonitor
Chevy Suburban: O primeiro carro com uma estrela em Hollywood